Maid: Destino de Danielle pode esconder preocupante mensagem

Netflix não mostra desfecho para história de personagem

Publicado em 11/10/2021 17:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Maid deixa uma dúvida para os assinantes da Netflix: o destino de Danielle. Essa escolha pode ter sido proposital para trazer uma mensagem do que acontece na vida real em casos de violência doméstica.

Danielle é a amiga que Alex faz no abrigo para mães que sofrem com a violência em casa. A personagem é importante por dar suporte moral para protagonista.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De repente, Danielle some do abrigo e é vista pela protagonista mais uma vez. Na ocasião, Maid mostra uma cena que a amiga faz que não conhece Alex.

A personagem é vista com um homem, que possivelmente é o parceiro abusivo dela. Danielle não parecia feliz e a participação dela se encerrou com o destino em aberto.

A série da Netflix pode ter usado a história de Danielle para mostrar um caso que acontece na vida real. Por medo ou ameaças, ela volta para casa – a série, inclusive, relata que vítimas costumam ir e voltar em média sete vezes com o abusador.

Além disso, a impressão de Danielle sumir faz parte dessa preocupante mensagem. Vítimas de violência doméstica, muitas vezes, são isoladas e parecem desaparecer da sociedade.

A produção de Maid não confirma se essa foi a intenção. Mas, em fóruns de discussão sobre a produção da Netflix, espectadores acreditam bastante nessa hipótese.

A história de Maid na Netflix

Maid acompanha a história de Alex, um jovem que deixa para trás um relacionamento tóxico e abusivo, e luta para sustentar a filha e construir um futuro melhor com seu emprego de faxineira.

A série traz Margaret Qualley como Alex, uma jovem obrigada a começar a vida do zero após abandonar o namorado abusivo. Disposta a tudo para garantir uma rotina estável para a filha pequena, a protagonista começa a trabalhar como faxineira e busca ajuda do governo.

A trama de Maid progride basicamente como um videogame, no qual Alex tem que ultrapassar uma série de obstáculos: ela precisa de um emprego para garantir os benefícios do governo, mas não pode encontrar um serviço sem ninguém para cuidar da filha Mia.

Com performances verossímeis e um tema bastante atual, o fato de Maid ser baseada em uma história real não é exatamente uma surpresa.

A trama da minissérie de 7 episódios é uma adaptação do livro “Maid: Hard Work, Low Pay and a Mother’s Will to Survive” (Faxineira: Trabalho Duro, Salário Baixo e a Vontade de uma Mãe para Sobreviver), best-seller autobiográfico de Stephanie Land.

No primeiro episódio de Maid, Alex decide deixar seu namorado Sean após o abuso emocional evoluir para violência física.

“Anos atrás, quando pensava sobre meu futuro, a pobreza parecia inconcebível, muito longe da minha realidade. Nunca achei que acabaria aqui. Mas depois de uma filha e um término, fui atingida em cheio pela realidade”, comentou a autora no livro original.

Como já citamos, Margaret Qualley comanda o elenco de Maid no papel da protagonista Alex. A atriz é conhecida principalmente por sua performance como Pussycat em Era Uma Vez em Hollywood e como a dançarina Ann Reinking na série Fosse/Verdon.

Nick Robinson, de Com Amor, Simon, vive Sean, o ex-namorado abusivo de Alex.

O elenco da série conta também com Anika Noni Rose (A Princesa e o Sapo), Andie MacDowell (Quatro Casamentos e Um Funeral), Tracy Vilar (Saved) e Billy Burke (Saga Crepúsculo).

Maid está disponível na Netflix.

Para denunciar casos de violência doméstica, ligue 180.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio