Publicidade

Contém spoilers

Profecia do Inferno: Explicamos o final de série sobrenatural da Netflix

Produção sul-coreana termina com reviravolta surpreendente e abre caminho para nova temporada

Publicado por Alexandre Guglielmelli

22/11/2021 18:30

Profecia do Inferno chegou na Netflix para repetir o sucesso de Round 6, e até o momento, garante uma ótima audiência na plataforma. A produção sobrenatural sul-coreana foi muito elogiada por sua trama criativa e cenas realmente assustadoras. Mas muita gente ficou confusa com seu desfecho, que envolve um bebê milagroso e muitas sequências bizarras. O site Decider revelou tudo que os fãs precisam saber; confira abaixo.

No universo de A Profecia do Inferno, um evento desconhecido faz criaturas sobrenaturais surgirem na Terra. Uma cabeça flutuante, conhecida como Anjo, costuma aparecer para dizer às pessoas quando elas irão morrer.

Nesse mesmo cenário, criaturas gigantescas e monstruosas aparecem para destruir as pessoas e condená-las ao inferno. O surgimento desses seres místicos levam à criação de uma seita. A Sociedade da Nova Verdade acredita que esses monstros agem sob as ordens de Deus.

Ou seja, todas as pessoas atacadas por essas criaturas estariam sendo punidas por um crime contra Deus. Lógica sólida, certo? É aí que entra o bebê de Bae Young-jae e Song So-hyun.

O desfecho de Profecia do Inferno na Netflix

Young-jae e So-hyun escapam do quartel-general da Nova Verdade, graças à uma bem-vinda distração e à ação da cética advogada Min Hye-jin.

Min traz o casal para a casa de um antigo integrante da Nova Verdade, que havia sido visitado por um Anjo mas continuava vivo.

A personagem convence Young-jae e So-hyun a fazer uma transmissão ao vivo para mostrar o que acontece com o bebê na hora marcada de suas mortes. Com isso, Min traria o fim da perigosa seita.

Mas nada é tão simples em Profecia do Inferno. O dono da casa que esconde a família é Dongwook, o streamer que foi um dos primeiros apoiadores de Arrowhead e da Nova Verdade. O antagonista resolve usar o bebê para retomar sua influência com os velhos amigos.

O grande drama do 6º episódio envolve a hora designada pelo Anjo para a morte do bebê. Em meio à transmissão ao vivo, as criaturas aparecem para matar o recém-nascido.

Mas So-hyun e Young-jae não estavam dispostos a deixar o filho morrer tão facilmente. Em uma das cenas mais tristes da série, os pais são queimados vivos para salvar a vida do bebê.

Nos momentos finais de Profecia do Inferno, Min aparece com o bebê dentro de um táxi. A personagem começa a chorar, e o motorista diz que “os problemas da Terra não devem ser resolvidos por criaturas sobrenaturais, mas pelas pessoas”.

Voltando à traição de Dongwook: o personagem havia ligado para os líderes da Nova Verdade para dizer que estava com o bebê. Nesse momento, os chefes da seita afirmam que Deus “cometeu um erro”.

Na verdade, não era para o bebê ter morrido, e a destruição de Dongwook – marcada para acontecer 5 minutos depois do ataque ao bebê – cobriria o erro de Deus. Como um grande narcisista, Dongwook aceita as explicações da seita e abraça seu novo papel como Messias.

É por isso que Dongwook tenta matar Young-jae. Ele não queria que o personagem interferisse em seu destino.

Mas o que acontece com Dongwook? Na hora marcada de sua morte, o personagem é levado ao inferno em uma das cenas mais dramáticas de Profecia do Inferno.

Nos últimos momentos da série, a produção retorna à casa onde Park Jeong-ja havia morrido há 4 anos atrás. Após um momento de silêncio, a caixa que continha os restos da personagem explode, e ela é “reconstruída”.

Isso significa que todos vão voltar? Como humanos ou como criaturas sobrenaturais? Todas essas questões devem ser resolvidas na 2ª temporada de Profecia do Inferno – caso seja encomendada pela Netflix.

Publicidade