Publicidade

No detalhe

Fãs acham que Lista Negra desmente popular teoria sobre identidade de Red

Espectadores acreditam que a nona temporada de The Blacklist está apontando para outra direção

Publicado por Bruno Tomé

14/12/2021 07:00

Alerta de spoilers

No final da oitava temporada, uma teoria se popularizou em Lista Negra (The Blacklist). A série que está na Netflix no Brasil indicou que Red poderia ser Katarina Rostova.

A teoria popular seria de que a verdadeira Katarina passou por transição de gênero, virando Red. A pista seria a morte de Liz, que chamou pela mãe ao morrer e viu o rosto dela e do protagonista de Lista Negra juntos.

Continua depois da publicidade

Agora, a própria série estaria levando os espectadores para outra direção – ao menos é o que pensam alguns espectadores. O detalhe foi notado por fãs em um fórum no Reddit.

No terceiro capítulo da nona temporada, Red afirma em Lista Negra que, “Eu não sou um pai abusivo ou um marido abusivo”. Para os espectadores, foi uma frase de duplo sentido deixada pela produção.

“Havia muitas formas de Red colocar isso. Ele poderia ter dito de outros jeitos que se importa com Agnes e apenas queria o melhor e se importava com Liz. Pode ser mais uma pista, na lista crescente, de que Red não é Katarina”, argumentou o fã.

Outros responderam que “homens trans são homens, então é claro que ele usaria essa frase”. Os internautas também destacaram que “a frase não foi tão profunda assim”.

Dessa forma, segue a divisão sobre a identidade de Red em The Blacklist (Lista Negra).

Fãs se irritam com mudança em Lista Negra (The Blacklist)

Lista Negra (The Blacklist) retornou com a nona temporada e fãs notaram algumas mudanças na série desde que o showrunner e criador do seriado, Jon Bokenkamp, saiu ao fim do oitavo ano.

No Reddit, um usuário, identificado como NoSidesOnlyPlayers, escreveu sobre a mudança de tom nesses novos episódios.

“Obviamente há muitas mudanças na nona temporada, mas acho que a perda do criador da série é a mais notável. Não importa como eu me sinto acerca do roteiro, personagens, ou o fato do mistério central estar se arrastando por tempo demais. Acho que Jon trouxe uma sensação a Lista Negra que foi embora com ele”, escreveu o fã.

“Havia uma escuridão e humor nos personagens, que acho que vinha dele e isso está ausente notavelmente agora”, acrescentou o fã.

Muitos outros usuários concordaram com ele e também reclamaram da música, que não se encaixa tão bem com as cenas como no início da série.

Já outros fã apontaram que Jon Bokenkamp não escrevia todos os episódios, então pode ser somente impressão, ou que essa queda na qualidade não está diretamente ligada à saída do criador de Lista Negra (The Blacklist).

No Brasil, Lista Negra (The Blacklist) está agora disponível na Netflix.

Publicidade