Mais do que você gosta.

Publicidade

Reações

O motivo que divide os fãs de Emily em Paris na 2ª temporada

Série da Netflix gera comentários distintos, mas segue popular

Publicado por Bruno Tomé

31/12/2021 09:30

Emily em Paris se tornou uma das séries mais controversas da Netflix com a primeira temporada. No segundo ano, os espectadores mostraram ficar novamente divididos com o seriado estrelado por Lily Collins.

Como apontou o Slate, a série se tornou um programa que os assinantes da Netflix “amam odiar”. Ou seja, continuam assistindo apenas para criticar.

Continua depois da publicidade

Na segunda temporada, essa tendência entrou em discussão e passou a dividir os espectadores. O Looper reuniu reações de alguns assinantes da Netflix, que estão divididos com os episódios apresentados.

“Na teoria, Emily em Paris podia ser uma grande série. Aprender a morar fora de casa, viver uma nova cultura e aprender um novo idioma, mostrando o melhor da moda da Europa. No lugar, é uma caricatura de olhar americano horrível”, afirmou uma assinante.

Já outro afirma que, “Emily em Paris não é tão ruim. Nada precisa ser profundo”. Outro que concordou sobre a série da Netflix não ser tão ruim disse que “assistiu toda segunda temporada em uma tarde”, ironizando os comentários do seriado não ser bom.

Essa mesma divisão de reações aparece na crítica. A primeira temporada tem 63% de aprovação no Rotten Tomatoes, enquanto a segunda está com 60%.

Possivelmente, a discussão ao redor de Emily em Paris vai continuar.

Mais sobre Emily em Paris na Netflix

Criada por Darren Star, autor de Younger e Sex and the City, Emily em Paris traz a citada Lily Collins como a protagonista homônima. Apresentada como uma executiva de marketing em Chicago, Emily se muda para Paris para revitalizar as redes sociais de um icônica grife de luxo.

Nos 10 primeiros episódios da série, Emily e seus novos colegas de trabalho aprendem uns com os outros, e usam suas experiências e visões coletivas para criar uma interessante estratégia comercial.

No segundo ano, Emily mostra que está se tornando cada vez mais francesa. Ao mesmo tempo, a personagem está com dúvidas em vários campos da vida dela, inclusive o amoroso – em que deve formar um triângulo amoroso.

O seriado ainda tem Philippine Leroy-Beaulieu e Ashley Park no elenco.

“Emily Cooper consegue o trabalho dos sonhos em Paris. Agora, ela precisa administrar a carreira, os amigos e o amor na Cidade Luz”, diz a sinopse oficial.

Emily em Paris tem duas temporadas na Netflix.

Publicidade