Mais do que você gosta.

Publicidade

Polêmica

PETA protesta após porco ser morto em série da Netflix

Produção é do cineasta Nicolas Winding Refn

Publicado por Victor Carvalho

10/12/2021 18:09

Depois que um denunciante informou à PETA que um porco foi morto para uma nova série da Netflix, o grupo enviou uma carta ao serviço de streaming pedindo que a cena seja cortada.

“Matar um ser senciente e explorar essa morte em prol do entretenimento é inaceitável e pode ser ilegal”, disse a vice-presidente sênior da PETA, Lisa Lange.

Continua depois da publicidade

“Nenhum animal deve sofrer ou morrer para o entretenimento humano, e a PETA está convocando a Netflix para deixar na sala de edição qualquer filmagem que possa glorificar o massacre desnecessário e sem sentido desse porco.”

PETA reprova a atitude da produção

A PETA foi informada que o fazendeiro que forneceu os porcos admitiu que um seria morto especificamente para uma cena da série da Netflix.

O Zoológico de Copenhague confirmou o recebimento de um porco morto da produção, e a polícia dinamarquesa está investigando.

A Lei de Bem-Estar Animal dinamarquesa declara: “Os animais não devem ser treinados ou usados ​​em shows, performances de circo, filmagens ou similares se o animal sofrer um desconforto significativo.”

A Netflix ainda não respondeu oficialmente ao pedido da PETA.

A nova série da Netflix ainda não conta com título. No entanto, sabe-se que ela é produzida por Nicolas Winding Refn.

No cinema, o diretor teve trabalhos conhecidos como Drive e Bronson. Ele é um dos mais populares cineastas da Dinamarca.

Ainda não há previsão de lançamento para a nova série de Nicolas Winding Refn na Netflix.

Publicidade