Mais do que você gosta.

Publicidade

De arrepiar

Sucesso na Netflix, Stranger Things é baseada em insana história real

Série se inspira em misteriosos experimentos realizados pelo governo americano

Publicado por Alexandre Guglielmelli

27/12/2021 20:30

Stranger Things é um dos maiores sucessos da Netflix, e se prepara atualmente para o lançamento de sua 4ª temporada. O que muitos fãs não sabem é que um dos aspectos mais importantes da série é baseado em uma insana história real: a dos experimentos de MK Ultra e do Projeto Montauk.

Quando Stranger Things estreou na Netflix, em 2016, os criadores da série revelaram em uma entrevista à Rolling Stones a verdadeira inspiração para a trama.

Continua depois da publicidade

“A nossa intenção era misturar os elementos sobrenaturais com a ciência da vida real”, comentaram os Irmãos Duffer.

Para atingir esse objetivo, os showrunners se inspiraram em um projeto chamado MK Ultra, especificamente na trama de Eleven e do Dr. Brenner.

A inspiração de Stranger Things na vida real

Eventualmente, Stranger Things revela que a mãe de Eleven foi uma das cobaias do Dr. Brenner, vítima de terríveis experimentos enquanto estava grávida.

Brenner usou LSD e tanques de privação sensorial nos experimentos com a mulher, mesmo sem saber que daria a Eleven seus poderes psíquicos.

Na vida real, o Projeto MK Ultra foi criado pela CIA em 1953, com o objetivo de criar técnicas de controle mental que colocariam os Estados Unidos à frente da União Soviética na Guerra Fria.

Detalhes só foram revelados muitos anos depois, em documentos da CIA divulgados ao público.

O que começou como um programa de voluntários, com o tempo, acabou se tornando algo bem mais sinistro.

Sem saber, os participantes sofreram abusos físicos e mentais por meio da utilização de drogas psicodélicas, ausência de sono e outros experimentos antiéticos.

Em um experimento em particular – batizado de Operação Clímax da Meia-Noite – a CIA testou os efeitos do LSD em homens que visitavam bordéis comandados pela agência em São Francisco, de acordo com o jornal San Francisco Chronicle.

A natureza perigosa e controversa do projeto levou ao seu encerramento em 1965. Grande parte dos documentos foram destruídos, mas os que sobreviveram serviram para inspirar muitos produtos da cultura pop, incluindo Stranger Things.

O que foi o Projeto Montauk em Stranger Things?

E como se o MK Ultra não fosse loucura suficiente, os Irmãos Duffer também se inspiraram na teoria da conspiração do Projeto Montauk.

Antes de descrever o Projeto, é importante citar que ele nunca chegou a ser confirmado oficialmente, como foi o MK Ultra. Ou seja, pelo menos até o momento, o Montauk não passa de uma teoria da conspiração.

De acordo com a teoria, diversos experimentos questionáveis foram conduzidos na região de Montauk, em Nova York, nos anos 80.

Relatos de um homem chamado Alfred Bielek informam que, aparentemente, esses experimentos abriram acidentalmente um buraco no espaço-tempo – ligando a Montauk de 1983 à de 1943.

O buraco em questão, segundo os relatos, teria o potencial para “engolir parte do planeta”.

Algo bem parecido acontece com o portal do Mundo Invertido em Stranger Things, que proporciona o aparecimento do Demogorgon.

E de maneira ainda mais surpreendente, o Projeto Montauk também teria trazido uma criatura sobrenatural ao mundo dos humanos.

Segundo relatos de supostos participantes, a aparição de uma criatura alienígena, identificada apenas como “A Besta”, causou o encerramento do projeto.

A 4ª temporada de Stranger Things estreia na Netflix em 2022; veja abaixo o trailer.

Publicidade