Mais do que você gosta.

Publicidade

Contém spoilers

Esmalte incrível de Fique Comigo é baseado em projeto real

Produto milagroso aparece no segundo episódio da série da Netflix

Publicado por Alexandre Guglielmelli

05/01/2022 11:00

Fique Comigo estreou recentemente na Netflix, e já conquista fãs no mundo inteiro com sua trama chocante e repleta de reviravoltas. Algo que chamou a atenção dos espectadores foi um esmalte usado pela personagem Bea, que traz consigo um poder muito especial. O que muitos fãs não sabem é que esse esmalte é baseado em um projeto da vida real; explicamos abaixo tudo sobre essa história.

“O desaparecimento de Carlton Flynn, que acontece 17 anos depois do desaparecimento de Stewart Green, provoca uma reação em cadeia nas vidas das pessoas ligadas a eles”, afirma a sinopse da produção na Netflix.

Continua depois da publicidade

Fique Comigo adapta para a TV um dos livros de Harlan Coben. O escritor fechou contrato para trazer para a Netflix suas obras mais famosas, e já atua como produtor executivo de sucessos como O Inocente e Silêncio na Floresta.

Em Fique Comigo, Bea é interpretada por Rachel Andrews. A série conta também com Cush Jumbo, Richard Armitage, James Nesbitt, Eddie Izzard e Sarah Parish no elenco.

O papel do esmalte em Fique Comigo

Durante a cena de abertura do segundo episódio de Fique Comigo, as jovens Bea e Kayleigh decidem seguir a protagonista Megan até o Clube Vipers.

No caminho, a dupla se encontra com Carlton, que tenta conquistar as garotas e oferece a Kayleigh um drinque.

Desconfiada da verdadeira motivação de Carlton, Bea coloca o dedo no drinque de Kayleigh. É aí que seu esmalte muda de cor, comprovando que a bebida havia sido adulterada, possivelmente dopada por Carlton.

Naturalmente, a reação de Bea é trocar o drinque de Carlton pela bebida de Kayleigh, forçando o personagem a provar do próprio veneno – e roubando o carro do agressor em seguida.

O esmalte que muda de cor existe além da Netflix?

Há muitos anos, cientistas já trabalham com a possibilidade de um esmalte de unha conseguir comprovar a adulteração de drinks e bebidas.

Em 2014, quatro estudantes da Universidade de Carolina do Norte iniciaram um projeto para a criação de um esmalte que mudaria de cor com a detecção das chamadas “drogas de estupro” – colocadas em drinques para dopar quem os consume.

Infelizmente, tal esmalte nunca chegou a ser criado oficialmente. Ao invés do acessório, o grupo da Universidade de Carolina do Norte criou o SipChip, um teste de bolso que analisa em segundos a presença de drogas em bebidas, necessitando apenas de uma gota para a análise.

Embora represente um sólido avanço tecnológico, testes do tipo foram criticados por não atingir a raiz dos estupros e abusos sexuais: a cultura do machismo na sociedade.

Pelo contrário, eles colocam nas vítimas a responsabilidade de verificar se as bebidas foram adulteradas, algo que não deveria acontecer em primeiro lugar.

Fique Comigo está disponível na Netflix.

Publicidade