Mais do que você gosta.

Publicidade

Trama chocante

Série de suspense da Netflix é cheia de tensão e reviravoltas para fãs

Tudo sobre a história da produção multinacional A Garota de Oslo

Publicado por Alexandre Guglielmelli

11/01/2022 20:00

Recém-chegada à Netflix, A Garota de Oslo tem tudo para conquistar fãs de suspense. Com uma trama repleta de reviravoltas e tensão do início ao fim, a produção já está fazendo sucesso com a crítica especializada. A série tem uma história contada em 4 línguas diferentes, com mistérios para todos os gostos.

“Quando a filha é sequestrada, uma diplomata norueguesa viaja para o Oriente Médio, onde conta com a ajuda de velhos amigos – e um grande segredo – para libertá-la”, afirma a sinopse oficial da série na Netflix.

Continua depois da publicidade

A Garota de Oslo é uma produção conjunta entre a Noruega e Israel. Com 10 episódios, a série é perfeita para uma maratona de fim de semana.

Em uma entrevista ao site Times of Israel, o showrunner Uri Barbash falou sobre o árduo processo de produção da série e sobre a interessante história; veja abaixo.

Conheça A Garota de Oslo na Netflix

A Garota de Oslo é uma produção de Stian Kristiansen e Uri Barbash, com base em um roteiro produzido por Kyrre Holm Johanssen e Ronit Weiss-Berkowitz.

O enredo da série começa com o sequestro de Pia, uma jovem norueguesa que viaja para Sinai junto com dois amigos israelenses.

Para libertar Pia, os sequestradores exigem a soltura de integrantes do Estado Islâmico, presos em Israel e na Noruega.

Alex e Karl, os pais da jovem, lutam para desvendar o que aconteceu realmente. Alex é uma influente diplomata, e decide viajar para Israel para tentar contato com dois antigos colegas – Arik e Layla.

O que se sucede é uma intensa jornada, que envolve conflitos políticos e eletrizantes cenas de ação.

A Garota de Oslo contou com filmagens em mais de 100 locações diferentes em Israel, incluindo os desertos de Negev e Arava, o Mar Vermelho, Jerusalém e Tel Aviv, além de diversas cidades palestinas.

No papo com o Times of Israel, o showrunner Uri Barbash falou sobre sua experiência com a equipe de produção, formada por árabes, palestinos, israelenses e noruegueses.

“Nós não apenas trabalhávamos juntos, mas também vivíamos juntos”, comentou o produtor sobre sua conexão com as diferentes culturas.

A Garota de Oslo foi filmada durante os primeiros meses da pandemia de Covid-19, o que influenciou o cronograma da série.

“Nós costumávamos chegar às locações no início da semana, e mesmo em cima da hora, não tivemos problemas para encontrar hotéis. Afinal de contas, estavam todos vazios”, explicou Barbash.

A Garota de Oslo estreou na Netflix no final de dezembro de 2021, e desde então, vem fazendo grande sucesso na plataforma. Barbash considera o caráter multilingual da produção um de seus principais atrativos.

“É bom saber que a série está fazendo sucesso. Uma linguagem é um mundo, e de alguma forma, conseguimos combinar 4 línguas em uma história que supera todos os limites”, comentou Barbash.

A Garota de Oslo está disponível na Netflix.

Publicidade