Mais do que você gosta.

Publicidade

Muitas modificações

A Mulher na Janela originalmente teria versão mais “brutal” na Netflix

Diretor disse que o filme com Amy Adams foi "diluído"

Publicado por Guilherme Coral

17/03/2022 12:36

A Mulher na Janela provou ser um desapontamento na Netflix, falhando em conquistar tanto os críticos, quanto a audiência. O diretor Joe Wright revelou que há uma versão mais brutal do filme.

O diretor conversou com o Vulture e disse que o final do filme acabou mudando após as exibições testes do filme da Netflix. Ele disse que a versão final foi “muito diluída”.

“Foi uma experiência longa, demorada e frustrante. O filme que finalmente foi lançado não era o filme que eu fiz originalmente. Foi diluído. Era muito mais brutal na minha concepção original. Tanto esteticamente, com cortes realmente duros e música realmente violenta… Era brutal”, revelou Wright.

“Tem uma cena ótima em que ela fez sexo com o cara lá embaixo e coisas assim. Era muito diferente. Não vou me iludir. Pode ser que tenha sido um filme que não funcionou e tudo bem também. Nós temos o direito de fracassar como artistas. Temos que continuar nos esforçando”, continuou o diretor.

Quem sabe vejamos uma versão do diretor de A Mulher na Janela.

A Mulher na Janela na Netflix

O filme é baseado no livro de mesmo nome, de A. J. Finn. Para adaptação, a plataforma muitos astros.

Ao lado de Amy Adams estão Gary Oldman, Anthony Mackie, Wyatt Russell, Julianne Moore, Tracy Letts (que escreveu o roteiro), Bryan Tyree Henry e Jennifer Jason Leigh.

Em A Mulher na Janela, Adams interpreta Anna Fox, uma psicóloga infantil agorafóbica que vive sozinha em um subúrbio de Nova York. Ela vive sendo psicótica e seu medo de sair de casa fez com que ela começasse a alucinar.

Ela passa o dia assistindo filmes clássicos e sua interação com outras pessoas é principalmente on-line. Ela espia seus vizinhos como os personagens fazem nos filmes que ela ama.

As coisas ficam interessantes para ela quando uma família se muda para a casa ao lado e ela observa o vínculo entre os pais e o filho adolescente, desejando uma reunião com sua própria família. Uma reviravolta acontece quando ela testemunha um ato de violência em casa.

Anna deveria ligar para a polícia ou ficar calada? Ela também tem um problema com medicamentos prescritos e consumo de vinho, o que pode deixar tudo mais confuso.

A Mulher na Janela está disponível na Netflix.

Publicidade