Mais do que você gosta.

Publicidade

Em alta

Assalto ao Banco Central: Suspeita é presa no dia em que série chega à Netflix

A produção vem fazendo muito sucesso

Publicado por Victor Carvalho

17/03/2022 17:41

A Polícia Federal prendeu, no mesmo dia do lançamento de 3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central na Netflix, uma mulher com possível envolvimento no assalto ao Banco Central, que aconteceu em 2005.

A mulher, cujo nome é Eliziana, é manicure e é acusada de colaborar com a irmã do assaltante “Alemão” para manter contato com seu irmão, além de suspeitas de lavagem de dinheiro.

Ela chega a ser citada em 3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central, da Netflix, como uma ajudante de confiança de “Alemão”.

A prisão aconteceu no Ceará nesta quarta-feira, dia 16 de março, data que também marcou o lançamento de 3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central na Netflix.

Série brasileira sobre crime real domina Top 10 da Netflix

Uma nova produção brasileira está dominando o Top 10 da Netflix. Trata-se de 3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central.

3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central está agora em primeiro lugar no Top 10 de séries da Netflix. Também está em primeiro lugar no Top 10 de produções gerais da gigante do streaming.

É um desempenho excelente, especialmente porque a Netflix teve grandes lançamentos recentemente.

Um deles é O Projeto Adam, que ocupava o primeiro lugar no Top 10 da Netflix até o lançamento de 3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central.

3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central é uma série documental que aborda o roubo histórico do Banco Central.

Em 2005, ladrões cavaram um túnel até o Banco Central do Brasil em Fortaleza, levando mais de R$ 160 milhões.

O caso chamou a atenção na época e continua sendo surpreendente até hoje.

Como La Casa de Papel provou na Netflix, existe um grande interesse do público em histórias sobre assaltos contra bancos, então não é totalmente uma surpresa que 3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central esteja fazendo tanto sucesso.

3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central está agora disponível na Netflix.

Publicidade