Mais do que você gosta.

Publicidade

Inspiração

Baseada em eventos reais? A história por trás de Coração Marcado

A nova série colombiana da Netflix aborda de forma criativa um tema muito delicado

Publicado por Alexandre Guglielmelli

21/04/2022 18:30

Sucesso na Netflix, a novela colombiana Coração Marcado aborda um delicado tema da vida real: o tráfico de órgãos. Por isso, quem já maratonou os 14 episódios da produção quer saber: Coração Marcado é baseado em uma história real? Ou a trama da série é completamente fictícia?

“Ele só queria se vingar da organização de tráfico de órgãos que assassinou sua esposa, mas acabou se envolvendo com a mulher que recebeu o coração dela”, afirma a sinopse oficial de Coração Marcado na Netflix.

Criada por Leonardo Padrón, a produção colombiana traz Michel Brown e Ana Lucía Domínguez como protagonistas.

O site We Got This Covered explicou tudo que os fãs precisam saber sobre as inspirações reais da trama de Coração Marcado; veja abaixo.

Coração Marcado é baseada em história real?

Embora aborde um tema da vida real, Coração Marcado não é inspirada em um caso específico de tráfico de órgãos.

Na verdade, a novela é uma ideia original do autor colombiano Leonardo Padrón, com filmagens nos mais famosos pontos turísticos de Bogotá.

Coração Marcado pode até ser uma história fictícia, mas o tráfico de órgãos existe de verdade.

A venda de órgãos – também chamada de Mercado Vermelho – é ilegal em todos os países, exceto no Irã.

Traficantes costumam se aproveitar de pessoas em extrema pobreza, que são ameaçadas e obrigadas a “doar” os próprios órgãos para compradores.

Segundo um artigo publicado pelo site MagellanTV, o tráfico de órgãos também ocasiona o “Turismo de Transplantes”, no qual pessoas de países desenvolvidos viajam a territórios mais pobres em busca de órgãos baratos.

Para garantir o realismo de Coração Marcado e a autenticidade na caracterização do tráfico de órgãos, Leonardo Padrón consultou diversos especialistas no assunto, entre médicos, agentes de segurança e sociólogos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica o tráfico de órgãos como “qualquer transplante comercial onde há lucro, ou transplantes que ocorrem fora dos sistemas médicos nacionais”.

Mas afinal, qual é a causa do tráfico de órgãos? Segundo especialistas, ela envolve a baixa oferta de transplantes nos sistemas médicos tradicionais.

Só nos Estados Unidos, por exemplo, mais de 100 mil pessoas aguardam na fila dos transplantes.

No Brasil, cerca de 50 mil pessoas aguardam pela doação de órgãos e tecidos. Por isso, se você deseja se tornar um doador, é importante comunicar a intenção para toda a família.

Outra dúvida dos espectadores brasileiros de Coração Marcado envolve o preço dos órgãos. No mercado legal iraniano, um rim pode ser adquirido por 4 mil dólares.

No mercado negro – ou Mercado Vermelho – o mesmo rim costuma custar cerca de 160 mil dólares.

Coração Marcado está disponível na Netflix.

Publicidade