Mais do que você gosta.

Publicidade

Contém spoilers

Bridgerton: 2ª temporada fez mudanças em relação aos livros – e não funcionaram

Série de Shonda Rhimes na Netflix é baseada na saga literária de Julia Quinn

Publicado por Alexandre Guglielmelli

28/03/2022 19:00

Se você já conferiu a 2ª temporada de Bridgerton, sabe que a série da Netflix muda completamente o foco de sua trama. Essa importante mudança segue o modelo dos livros de Julia Quinn, já que cada um deles foca em um dos irmãos do clã Bridgerton. Mas a produção também fez mudanças importantes na história original – e algumas delas não funcionaram.

A 2ª temporada de Bridgerton foca em Anthony, o primogênito dos Bridgerton. O personagem de Jonathan Bailey, à procura de uma esposa, se envolve em um triângulo amoroso com as irmãs Kate e Edwina Sharma.

Além de trazer desenvolvimentos cruciais para a trama de Anthony, a 2ª temporada de Bridgerton também faz revelações chocantes nas histórias de Penelope Featherington e da Rainha Charlotte.

O site NewsWeek revelou 3 mudanças mal sucedidas que a 2ª temporada de Bridgerton faz na trama dos livros, confira abaixo.

O romance de Anthony e Kate

No livro “The Viscount Who Loved Me”, Anthony se interessa inicialmente por Edwina, mas não demora a desenvolver fortes sentimentos por Kate.

O casal se envolve em uma trama perigosa quando Kate é picada por uma abelha – e Anthony utiliza métodos ‘inesperados’ para salvá-la do veneno. E após o casamento, os dois admitem o amor que sentiam durante todo esse tempo.

Na série, por outro lado, Anthony faz algo que não acontece nos livros: ele pede Edwina em casamento.

Mesmo com sua forte paixão por Kate, o personagem prossegue com seu plano original de se casar com Edwina.

Os dois chegam ao altar – em uma cerimônia luxuosa patrocinada pela Rainha Charlotte – mas no último momento, Edwina descobre os sentimentos de Anthony pela irmã e desiste da união.

Bridgerton é uma adaptação dos livros de Julia Quinn na Netflix

Devagar e sempre

Após Edwina desistir do casamento, Kate também reavalia seus sentimentos por Anthony. A personagem manifesta o desejo de voltar para a Índia e se tornar uma governadora.

Essa trama serve para mostrar que Kate ainda é bastante afetada por seu senso de dever, e pela suposta infelicidade causada em Edwina.

Na produção da Netflix, a escolha não faz sentido, já que impede a união de Kate e Anthony – aguardada pelos espectadores desde o início da 2ª temporada.

O problema da 2ª temporada de Bridgerton é o fato do romance de Kate e Anthony demorar muito para acontecer. E mesmo quando acontece, não tem o impacto dos livros de Julia Quinn.

Sucesso na Netflix, Bridgerton é uma produção de Shonda Rhimes

A história de Kate em Bridgerton

Outra falha da 2ª temporada de Bridgerton é o fato da série não abordar a história de origem de Kate.

No livro The Viscount Who Loved Me, Kate sofre com a morte da mãe, e passa por ataques de pânico sempre que acontecem tempestades.

A trama em questão oferece a Kate e Anthony algo em comum, já que o personagem também é obcecado com a história do pai e com a idade de sua morte.

Na 2ª temporada de Bridgerton, essa trama é completamente cortada. Kate nunca chega a discutir seu luto com Anthony.

Kate não menciona sua mãe, o que é estranho, dada a importância da personagem nos livros de Julia Quinn.

A 2ª temporada de Bridgerton está disponível na Netflix.

Publicidade