Mais do que você gosta.

Publicidade

Contém spoilers

Bridgerton: Cena de sexo ousada da 2ª temporada tem significado oculto

Momento compartilhado por personagens da série da Netflix deu o que falar

Publicado por Alexandre Guglielmelli

02/04/2022 21:00

Comparada ao primeiro ano de Bridgerton, a 2ª temporada tem uma quantidade bem menor de cenas de sexo e momentos quentes. Entretanto, uma das sequências picantes dos novos episódios traz um significado oculto que passou despercebido por muitos fãs. A série faz grande sucesso na Netflix, e já pode ser considerada a produção mais popular de Shonda Rhimes na plataforma.

“Oito irmãos inseparáveis buscam amor e felicidade na alta sociedade de Londres. Inspirada nos best-sellers de Julia Quinn”, afirma a sinopse de Bridgerton na Netflix.

A 2ª temporada de Bridgerton adapta para a Netflix o livro “The Viscount Who Loved Me” – que foca no relacionamento entre Anthony, o primogênito dos Bridgerton, e Kate Sharma, a nova personagem interpretada por Simone Ashley.

O site Digital Spy explicou tudo que os fãs de Bridgerton precisam saber sobre a importância da aguardada cena de sexo entre Anthony e Kate – confira abaixo.

Por que a cena de sexo de Anthony e Kate é tão importante em Bridgerton?

A ousada cena em questão acontece no final de “Harmony”, o sétimo episódio da 2ª temporada de Bridgerton.

Segundo o site Digital Spy, a sequência é uma das mais ousadas da série – pelo menos até agora.

Narrada sob a perspectiva de Kate, a cena ocorre pouco tempo depois do primeiro – e secreto – beijo de Kate e Anthony, logo depois da conclusão do arco narrativo do triângulo amoroso entre o primogênito dos Bridgerton e as irmãs Sharma.

A trama é bem diferente do que acontece nos livros de Julia Quinn, onde o primeiro encontro romântico de Anthony e Kate ganha contornos bem mais complexos.

“De forma crucial, a cena desafia a suposta necessidade do sexo penetrativo com o pênis na vagina (PIV). O fato de pessoas com vaginas não chegarem ao orgasmo exclusivamente com a penetração é uma verdade universal. Entretanto, são raros os filmes e séries que caracterizam a estimulação clitoriana de forma realista”, afirma a análise da jornalista Stefania Sarruba no Digital Spy.

Bridgerton entende que “as coisas boas levam tempo”, e que Kate não chegaria ao êxtase com um simples toque.

A cena de “Harmony” indica que o encontro sexual entre Kate e Anthony dura mais tempo do que parece.

“É um oposto à brevidade das cenas de sexo de ‘três estocadas’ que focam na perspectiva masculina, as quais já vimos inúmeras vezes no cinema e na TV”, comenta a jornalista.

A câmera foca na expressão de prazer no rosto de Kate enquanto Anthony faz sexo oral na personagem, algo que também não costuma acontecer em séries do tipo.

O momento também oferece uma visão diferente sobre o sexo antes do casamento – já que Kate e Anthony não estão casados quando a cena acontece.

Os personagens, na verdade, nem estavam noivos. Como a cena não é confinada às quatro paredes de um quarto, Kate e Anthony correm o risco de serem pegos no ato, o que torna a sequência ainda mais sensual.

Finalmente, a cena também subverte o papel feminino na sociedade britânica. Afinal, na época da Regência, as mulheres não tinham liberdade para perseguir seus próprios desejos.

A 2ª temporada de Bridgerton está disponível na Netflix.

Publicidade