Mais do que você gosta.

Publicidade

Mudaram muito

Compare os personagens de La Casa de Papel: Coreia com os da série original

Derivado tem história eletrizante e grande elenco na Netflix

Publicado por Alexandre Guglielmelli

24/06/2022 10:30

Já disponível no catálogo brasileiro da Netflix, La Casa de Papel: Coreia tem tudo para fazer o maior sucesso da plataforma. O primeiro derivado de La Casa de Papel faz grandes mudanças na caracterização dos personagens e nas motivações dos assaltantes. Mas afinal: como os ladrões da Coreia se comparam às figuras da série espanhola?

“Ladrões invadem a casa da moeda da Coreia unificada. Com reféns presos lá dentro, a polícia precisa detê-los, assim como a mente por trás do plano”, afirma a sinopse oficial de La Casa de Papel: Coreia na Netflix.

Continua depois da publicidade

A releitura sul-coreana de La Casa de Papel é ambientada em um universo no qual a Península Coreana passa por um processo de unificação e cria uma “área de economia mista”.

Comparamos abaixo os personagens de La Casa de Papel: Coreia com os da série original – confira as semelhanças e as diferenças.

Personagens de La Casa de Papel: Coreia são parecidos com os da série original

Em La Casa de Papel: Coreia, o Professor é interpretado por Yoo Ji-tae. Na versão original, o personagem ganhou vida pela performance de Álvaro Morte.

“Acredito que ele criou esses planos meticulosos pois tinha uma certa convicção por seu país e sociedade”, comentou Yoo Ji-tae em um vídeo da Netflix.

Na produção original, por outro lado, a motivação do Professor envolvia as injustiças da desigualdade social.

Park Hae-soo interpreta Berlim. Sobre as diferenças entre seu personagem e a versão original, o ator afirmou que o novo Berlim é “um líder assustador e controverso”.

Tokyo, a personagem de Úrsula Corberó em La Casa de Papel, é interpretada por Jeon Jong-seo no remake sul-coreano.

“Ela era uma militar da Coreia do Norte. Mas após a reunificação, ela escapa para o Sul. Porém, seus sonhos são completamente destruídos”, explicou a atriz.

No papel de Moscou – interpretado por Paco Tous na versão original – está Lee Won-jong.

“É ele quem cava os túneis para o roubo. É um personagem pioneiro”, comentou o ator em um vídeo de divulgação da Netflix.

Denver, Nairóbi e outros ladrões também estão no derivado

Denver, por sua vez, é interpretado por Kim Ji-hun. Na La Casa de Papel original, o personagem foi vivido por Jaime Lorente.

“O Denver é inocente. Ele confia muito nas pessoas, e cria conexões rápidas com os amigos”, revelou Kim.

O papel de Nairóbi, uma das personagens mais populares de La Casa de Papel, interpretada por Alba Flores na série original, ficou com Jang Yoon-ju.

“Ela brilha no presente, mas tem várias histórias do passado para contar”, comentou a atriz sul-coreana.

Rio, interpretado por Miguel Herrán na produção original, ganha vida pela interpretação de Lee Hyun-woo na versão sul-coreana.

“Ele também é inseguro, infantil e imaturo, mas tem grandes habilidades de hacker”, descreveu o ator.

A dupla Kim Ji-hun e Lee Kyu-ho interpreta Helsinki e Oslo. Não se sabe se os personagens são irmãos no remake.

Finalmente, o papel de Raquel Murillo, a Lisboa, ficou para Kim Yun-jin. Em La Casa de Papel: Coreia, a personagem tem o nome Seon Woo-jin. Além de investigar os ladrões, ela cuida da mãe com Alzheimer e passa por uma intensa batalha judicial.

La Casa de Papel: Coreia está disponível no catálogo brasileiro da Netflix; veja abaixo o trailer.

Sobre o autor

Alexandre Guglielmelli

Alexandre Guglielmelli

Formado pela PUC Minas, sou especialista em filmes de terror, reality shows e cultura pop. Nas horas vagas, gosto de escrever e oferecer indicações de filmes e séries para os amigos.

Publicidade