Mais do que você gosta.

Publicidade

Contém spoilers

Criando Dion: Entenda a cena pós-créditos da 2ª temporada

Como o final da série prepara o terreno para novos episódios na Netflix

Publicado por Alexandre Guglielmelli

03/02/2022 19:15

Já disponível na Netflix, a 2ª temporada de Criando Dion surpreende fãs com grandes reviravoltas e um final chocante, que conta também com uma inesperada cena pós-créditos. Apresentando um olhar diferente sobre as histórias de super-heróis, a produção deixou muitos fãs confusos com seu desfecho alucinante. Por isso, explicamos abaixo o final e a cena pós-créditos que acompanha os novos episódios.

“Uma viúva está determinada a desvendar o mistério dos superpoderes do filho e evitar que os dons dele sejam descobertos”, afirma a sinopse oficial de Criando Dion na Netflix.

Continua depois da publicidade

A série é protagonizada por Alisha Wainwright como Nicole, a mãe de Dion, e pelo ator mirim Ja’Siah Young como Dion, um poderoso garoto de 8 anos.

Criando Dion também conta com a participação especial de Michael B. Jordan, de Pantera Negra e Creed, como Mark Warren, um brilhante cientista e pai falecido do pequeno Dion.

Final explicado de Criando Dion

No desfecho da 2ª temporada de Criando Dion, Nicole e o filho conseguem derrotar o sinistro Homem Torto e livrar Brayden do controle da entidade maligna.

Para impedir que a Energia Torta retorne ao buraco e recupere sua força, Dion também destrói o local com o antídoto feito para Nicole.

No processo, a vida de Nicole também é salva, e todos os monstros retornam às formas humanas tradicionais.

Reunidos, mãe e filho começam a traçar planos para o futuro. Nicole sente confiança nas habilidades de Dion, e encoraja o filho a lutar por seu sonho de se tornar um super-herói.

A 2ª temporada de Criando Dion termina com o protagonista mirim em seu uniforme de Mind Mover, usando o teletransporte para patrulhar a vizinhança.

Tudo sobre a cena pós-créditos de Criando Dion na Netflix

Embora o final da 2ª temporada de Criando Dion seja bastante satisfatório, a ação não termina por aí.

Como os espectadores se lembram, Pat se reúne com a Energia Torta no final da 2ª temporada. O antagonista também injeta o DNA-P em seu corpo, o que garante a ele uma vasta gama de super-poderes.

Essa trama é extremamente importante para a caracterização da cena pós-créditos após o episódio final.

Na cena pós-créditos, Pat aparece trajado de preto, em um verdadeiro uniforme de super-vilão. Aparentemente, o personagem conseguiu destruir Atlanta, e agora, comanda um exército de super-soldados, cada um com poderes individuais.

Quando Pat se prepara para conquistar o resto do mundo, um super-herói chega para pará-lo. O herói em questão é uma versão adulta de Dion, que se apresenta como o Mind Mover.

A cena pós-créditos pode ser interpretada de diversas maneiras, mas tem tudo para indicar a iminente batalha entre Dion e Pat.

Obviamente, a cena é ambientada anos após a 2ª temporada da série, já que Dion aparece bem mais velho. Também é importante citar que, por algum motivo, Dion não estava em Atlanta durante o ataque original de Pat.

Também existe a possibilidade – embora seja menos provável – da cena ser ambientada em uma realidade ou linha do tempo alternativa.

Dessa forma, caso Criando Dion seja renovada para a 3ª temporada pela Netflix, a trama pode introduzir poderes de viagem no tempo ou controle de realidades.

De qualquer forma, a cena pós-créditos serve para confirmar Pat como o maior inimigo de Dion, e estabelecer o personagem de Jason Ritter não apenas como um vilão tradicional, mas como uma ameaça universal.

A 2ª temporada de Criando Dion está disponível na Netflix.

Publicidade