Mais do que você gosta.

Publicidade

Contém spoilers

Críticas contra Rue causam polêmica em Euphoria

Série do HBO Max provoca controvérsia pela maneira como retrata o uso de drogas

Publicado por Alexandre Guglielmelli

01/02/2022 20:30

Considerada uma das melhores séries da HBO, Euphoria faz um ótimo trabalho ao abordar temas polêmicos, como sexualidade, masculinidade tóxica e o uso de drogas. No entanto, a 2ª temporada tem sido criticada pela maneira como caracteriza a trama de Rue, a personagem de Zendaya – provavelmente por pessoas que nunca assistiram à série.

Recentemente, a organização DARE (Drug Abuse Resistence Education) divulgou uma nota criticando Euphoria e a maneira que a série supostamente glamouriza o uso de drogas e outros comportamentos de risco em adolescentes.

Continua depois da publicidade

Euphoria escolhe glorificar e caracterizar erroneamente o uso de drogas, vícios, sexo anônimo, violência e outros comportamentos destrutivos em adolescentes como comuns e difundidos no mundo de hoje”, afirma a nota.

Além de ser carregada de conservadorismo – afinal de contas, iguala comportamentos como sexo anônimo a vícios e violência – e nota foi claramente escrita por alguém que nunca assistiu à série. Uma matéria do site Digital Spy explica o motivo; confira abaixo.

Por que as críticas a Rue em Euphoria estão erradas?

“Todo mundo em Euphoria leva uma existência miserável, até mesmo os personagens em relacionamentos estáveis. De Rue a Jules, passando por Nate e Cal, quase todos os personagens são arquitetos de suas próprias destruições”, afirma a análise do site Digital Spy.

Até mesmo os breves momentos de alegria são manchados por aspectos bem mais obscuros.

Basta analisar a sequência de tirar o fôlego protagonizada por Rue no final da primeira temporada. É uma cena extremamente bem produzida, mas também identifica a recaída da protagonista e a força de seu vício em drogas.

Na verdade, ao final da primeira temporada, muitos fãs acreditaram que aquela seria a última cena de Zendaya antes de Rue morrer de overdose.

“Tendo sobrevivido aos eventos da primeira temporada, Rue dança ao som de ‘Call Me Irresponsible’ de Frank Sinatra, com um sorriso no rosto. Mas até aí, as coisas ficam complicadas, principalmente quando a irmã caçula, Gia, pergunta se Rue está chapada”, comenta o Digital Spy.

Em uma entrevista ao site Decider, Zendaya falou sobre a cena e explicou seu significado.

“Nesse momento, entramos dentro do cérebro dela. Na mente dela, é tudo bonito, até que voltamos à realidade e lembramos do que realmente está acontecendo. É uma dura realidade o que acontece com ela”, afirmou a atriz.

Esse contraste é essencial para a trama de Euphoria, e parece ter sido completamente ignorado pela nota da DARE.

“Acho que é crucial caracterizarmos o vício de maneira honesta. Precisamos mostrar o apelo das drogas, o alívio que elas trazem, porque, no final das contas, é ele que as torna tão perigosas”, explicou Sam Levinson, o criador da série.

Essa é a verdadeira mensagem por trás de Euphoria. A série não diz “drogas são legais”, mas pede para os espectadores refletirem se os “dois segundos de nada” valem toda a dor, destruição e tristeza causada pelo vício.

A 2ª temporada de Euphoria, com episódios lançados semanalmente, está disponível no HBO Max.

Publicidade