Mais do que você gosta.

Publicidade

Muito drama

Estas séries da Netflix vão te fazer chorar MUITO

The Crown está entre as séries mais dramáticas da Netflix

Publicado por Redação

10/04/2021 11:09

A Netflix se tornou uma gigante do streaming ao oferecer opções de filmes e séries para todos os gostos. Mas nem só de ação, terror e comédia vive a plataforma… O catálogo da Netflix também conta com ótimas opções para quem gosta de drama.

Confira a seguir uma lista com as melhores séries dramáticas lançadas pela plataforma em 2020, de acordo com as notas do IMDB, e prepare o lencinho:

Continua depois da publicidade

Outer Banks – 7.6

Outer Banks estreou na Netflix em abril acompanha um grupo de amigos no estado da Carolina do Norte que tenta investigar o desaparecimento do pai de um dos personagens.

Chase Stokes vive John B, o protagonista de Outer Banks. O pai do personagem some e o grupo de amigos descobre que ele estava escondendo uma enorme quantidade de ouro. O único problema? Não são apenas adolescentes procurando esse tesouro. A série foi recentemente renovada para uma segunda temporada.

Hollywood – 7.7

Após fechar um contrato milionário com a Netflix, Ryan Murphy começou a produzir conteúdo para a plataforma no ano passado, com a elogiada série The Politician. Depois, o criador de Glee e American Horror Story encantou o público com seu segundo projeto para o serviço de streaming: Hollywood.

Assim como várias outras séries de Ryan Murphy, Hollywood conta com várias narrativas e não tem necessariamente um protagonista. A série foca na história de vários personagens diferentes, entre estrelas veteranas do cinema, pioneiros da indústria do entretenimento e jovens buscando o sonho da fama nos anos 40.

The English Game – 7.8

Outra série de época, The English Game é ambientada na Inglaterra do século XIX, e aborda as origens do futebol no país, além de explorar como o esporte começou como um entretenimento voltado apenas às elites.

Quando duas estrelas do esporte – uma da classe trabalhadora e outra da nobreza – se juntam, a cara do futebol muda para sempre. A série conta com apenas 6 episódios, e é a primeira produção da Netflix chefiada por Julian Fellowes, criador de Downton Abbey.

Spinning Out – 7.8

Spinning Out foi criada por Samantha Stratton e segue uma patinadora que busca um recomeço em sua carreira. A trama tem como centro Kat Baker, interpretada por Kaya Scoledario, que volta a disputar depois de ter uma grave queda nos ringues de patinação.

Elogiada por público e crítica, a série foi surpreendentemente cancelada pela Netflix após apenas uma temporada, devido à baixa audiência na plataforma. A série tem ainda January Jones, Johnny Weir e Evan Roderick em seu elenco.

Nada Ortodoxa – 8.0

Nada Ortodoxa recebeu várias indicações ao Emmy por contar de maneira sensível a história de Etsy, uma jovem de 19 anos que deixa sua ultraconservadora comunidade de judeus chassídicos para tentar viver a vida que quer, não a que era esperada.

Inspirada pelo livro de mesmo nome escrito por Deborah Feldman com base em suas próprias experiências, a produção conta com várias cenas chocantes e um olhar especial sobre uma comunidade que não costuma aparecer na grande mídia.

The Crown – 8.7

The Crown é uma das produções mais queridas da Netflix, com 3 temporadas de qualidade inegável já lançadas. A série acompanha o reinado da Rainha Elizabeth II, começando por sua juventude e passando por momentos importantíssimos da história do Reino Unido e do mundo.

Afinal de contas, quem não gostaria de um olhar íntimo sobre a vida da Família Real? Tudo fica ainda mais impressionante com as performances de um elenco de tirar o chapéu. Na temporada atual, Elizabeth é vivida por Olivia Colman, e nos dois primeiros anos a monarca foi interpretada por Claire Foy.

O Gambito da Rainha – 8.9

O drama da Netflix também foi o mais bem avaliado no IMDB, quando chegando à note máxima. A série acompanha a história de Beth, uma adolescente que se descobre um prodígio do xadrez enquanto mora em um orfanato.

Em sua jornada para se tornar uma enxadrista campeã, Beth – vivida pela excelente Anya Taylor-Joy – enfrenta seus próprios demônios pessoais, além de problemas com álcool e drogas. A série permaneceu por muito tempo entre as mais assistidas da Netflix no Brasil. Baseada em parte em uma história real, a produção conseguiu também 100% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Publicidade