Mais do que você gosta.

Publicidade

Fãs protestaram

Explicado por que Netflix cancelou estas 8 séries após 1 temporada

O motivo verdadeiro do fim de produções como Cursed, Caçadoras de Recompensas e mais

Publicado por Alexandre Guglielmelli

13/03/2022 18:00

Para a tristeza de fãs do mundo inteiro, a Netflix ficou famosa por cancelar diversas séries após apenas uma temporada. A estratégia é muito criticada pelos espectadores, já que não oferece às produções a possibilidade de conquistar audiências antes da plataforma “bater o martelo”. Mas afinal: por que Netflix cancela tantas séries logo depois do lançamento?

É importante entender o modelo de negócios da Netflix para avaliar o motivo da plataforma cancelar tantas séries após a primeira temporada.

Continua depois da publicidade

A plataforma não funciona como uma emissora de TV, por exemplo, que tem a audiência de todos os seus programas divulgada e atualizada diariamente. Os números de audiência da Netflix são considerados informações privilegiadas, e a plataforma só costuma divulgar detalhes em eventos especiais.

O site TheThings explicou por que a Netflix cancelou 8 séries após uma temporada; veja abaixo o motivo verdadeiro para o término de cada uma delas.

Girlboss

Inspirada pela história real da designer e influencer Sophia Amoruso, Girlboss conta a história da criação da grife “Nasty Gal”. A produção estreou na Netflix em abril de 2017, e falhou em conquistar público e crítica.

A Netflix cancelou a série após a primeira temporada por diversos motivos, entre eles a baixa audiência da produção, a recepção negativa da crítica especializada e a caracterização da protagonista, vista por muitos espectadores como “mimada, arrogante e mal educada”.

Gypsy

Também lançado em 2017, o drama Gypsy conta com a aclamada Naomi Watts como protagonista. Na série, Watts interpreta Joan Holloway, uma terapeuta que passa a se envolver cada vez mais com as vidas dos pacientes. Em sua estreia, a série garantiu apenas 6.8 (em 10) no IMDB e 40% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Em uma entrevista à Vanity Fair, publicada após o cancelamento da série, Reed Hastings, o fundador da Netflix, afirmou que Gypsy chegou ao fim por “vários fatores, incluindo os números de audiência e o interesse do público”.

No Good Nick

A sitcom familiar No Good Nick estreou na Netflix em 2019, com Siena Agudong e Melissa Joan Hart (a protagonista titular de Sabrina: Aprendiz de Feiticeira) nos papéis principais. A produção acompanha a história da personagem de Agudong, Nick, que se infiltra no centro de uma família com intenções obscuras.

Produzida no estilo multicâmera, No Good Nick entrou para a história ao mostrar o primeiro beijo queer em uma série familiar. A produção foi cancelada após uma temporada por baixa audiência, e em uma postagem no Instagram, Siena Agudong agradeceu o apoio dos fãs.

Daybreak

A série pós-apocalíptica Daybreak, lançada na Netflix em 2019, conta a história de Josh Wheeler (interpretado por Colin Ford), um jovem que tenta sobreviver na Califórnia após a sociedade ser dizimada por um apocalipse zumbi.

Assim como outras produções da lista, Daybreak falhou em chamar a atenção dos assinantes da Netflix, e acabou cancelada por baixa audiência. O cancelamento deixou muitos fãs revoltados, e ocasionou a criação do movimento #SaveDaybreak, no qual os espectadores pediam mais uma chance para a série. Infelizmente, a estratégia não deu frutos.

V-Wars

Conhecido por interpretar o sedutor Damon Salvatore em The Vampire Diaries, Ian Somerhalder retornou ao mundo dos vampiros em 2019, com a série V-Wars. Na produção da Netflix, o astro é o Dr. Luther Swann, um pesquisador que tenta descobrir a cura para uma epidemia de vampirismo.

V-Wars foi cancelada após uma temporada por seu alto custo de produção, mesmo garantindo uma boa audiência na Netflix. A produção também falhou em conquistar a crítica especializada, garantindo apenas 56% de aprovação no Rotten Tomatoes. Em uma postagem no Instagram, Somerhalder deu a entender que a série pode ganhar uma segunda chance em um futuro próximo.

Caçadoras de Recompensas

Caçadoras de Recompensas traz Anjelica Bette Fellini e Maddie Philips como duas garotas duronas, que enfrentam os bandidos mais perigosos em busca de recompensas em dinheiro. Na época de seu lançamento, a produção fez muito sucesso com a crítica especializada, garantindo 96% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Infelizmente, sem um elenco conhecido, Caçadoras de Recompensas falhou em conquistar o público da Netflix. Embora a série também tenha sido elogiada por assinantes da plataforma, a baixa audiência acabou provocando seu cancelamento.

Cursed

Baseada em um livro, a série de fantasia Cursed conta com Katherine Langford, a protagonista de 13 Reasons Why como Nimue, uma feiticeira adolescente. É uma clássica história de “jornada de herói”, ou nesse caso, heroína. Nos 10 episódios da série, Nimue embarca em uma aventura mágica para encontrar uma espada ancestral.

Assim como vários outros itens da lista, Cursed foi cancelada por baixa audiência e pela reação não tão positiva da crítica especializada. Outras razões para o cancelamento envolvem o alto custo de produção e os atrasos causados pela pandemia de Covid-19.

Os Irregulares de Baker Street

Os Irregulares de Baker Street é uma série sobrenatural sobre um grupo de delinquentes adolescentes, ambientada na Londres vitoriana. A história começa quando a equipe conhece o Dr. Watson e começa a desvendar crimes misteriosos.

A produção acabou cancelada um mês após seu lançamento original, e a Netflix não revelou o motivo específico. Mas tudo indica que a plataforma cancelou a série por baixa audiência, e para redirecionar seus investimentos para produções mais populares.

Publicidade