Mais do que você gosta.

Publicidade

Contém spoilers

Explicamos o final da 1ª temporada de O Poder e a Lei

Saiba quem matou Lara, Jan e Jerry no novo drama jurídico da Netflix

Publicado por Alexandre Guglielmelli

14/05/2022 18:00

Sucesso na Netflix, O Poder e a Lei conquista fãs com uma interessante trama jurídica. Após maratonarem a primeira temporada, fãs já pedem a renovação da série para um segundo ano. Mas afinal: no desfecho do drama jurídico, quem é o verdadeiro responsável pela morte de Lara Elliott? E ainda mais importante: quem matou Jerry Vincent?

“Na pior após um acidente, o ambicioso advogado de Los Angeles Mickey Haller volta à ativa ao aceitar um caso de assassinato”, afirma a sinopse oficial de O Poder e a Lei.

Com 10 episódios, a primeira temporada de O Poder e a Lei é perfeita para uma maratona de fim de semana. A série é uma produção de David E. Kelley, showrunner conhecido por sucessos como Ally McBeal, Nove Desconhecidos e Big Little Lies, com Nicole Kidman.

Explicamos abaixo tudo que você precisa saber sobre os mistérios do desfecho de O Poder e a Lei na Netflix; confira.

O Poder e a Lei faz sucesso na Netflix

1ª temporada de O Poder e a Lei – Final explicado

O drama jurídico O Poder e a Lei – não confundir com o filme homônimo lançado em 2011 e protagonizado por Matthew McConaughey – desvenda diversos mistérios em seu episódio final.

Na trama de Trevor Elliott, a grande questão é: quem matou sua esposa Lara junto com o amante Jan? Apontado como um dos principais suspeitos, Trevor faz o possível para defender sua inocência.

Com a ajuda do protagonista Mickey, Trevor é inocentado. Mas eventualmente, o advogado percebe que o cliente, na verdade, era culpado.

A primeira pista surge quando Cisco, o investigador de Mickey, descobre as mentiras de Trevor sobre sua relação com uma perigosa família russa.

No final das contas, Mickey conclui que Trevor foi o verdadeiro responsável pela morte de Lara.

A personagem era o verdadeiro gênio por trás da companhia de videogames de Trevor, e quando ela ameaça deixar o marido, ele teme pelo futuro da empresa e resolve matá-la.

Em uma estratégia muito esperta, o assassino usa um drone para jogar as evidências do crime no mar, assegurando-se que elas nunca seriam encontradas.

Quem matou Jerry Vincent em O Poder e a Lei?

Outro grande mistério de O Poder e a Lei é a morte do advogado Jerry Vincent, que é assassinado no primeiro episódio do drama jurídico.

Durante toda a temporada, Mickey e o detetive Griggs buscam – sem respostas – evidências sobre o assassinato de Jerry. Quando Mickey também é atacado, reconhece o agressor como McSweeney, o jurado Número 7 do julgamento de Trevor Elliott.

Eventualmente, o protagonista conclui que a única pessoa com conhecimento e recursos suficientes para aparelhar o júri é a própria juíza Mary Holder.

Mickey confronta a juíza, e nesse momento, o drama jurídico da Netflix revela que Jerry pagou a juíza para interferir no júri, mas na última hora, acabou desistindo.

Como respostas, Mary Holder contrata McSweeney para matar Jerry. Pouco tempo depois, ela utiliza a mesma estratégia com Mickey. Mas dessa vez, o tiro acaba saindo pela culatra.

O destino de Trevor Elliott no final de O Poder e a Lei

Em uma das maiores reviravoltas de O Poder e a Lei é o assassinato de Trevor Elliott. Na conferência de imprensa sobre a nova aquisição de sua empresa, o antagonista leva um tiro e morre.

A mulher que mata Trevor é Carol Dubois, uma ex-estudante e amante do professor de yoga Jan Rilz, que também vivia um affair com a esposa de Trevor.

Ela decide matar Trevor após descobrir que o empresário havia sido inocentado das mortes de Lara e Jan.

A 1ª temporada de O Poder e a Lei está disponível na Netflix.

Publicidade