Mais do que você gosta.

Publicidade

Representatividade

Nova série da Netflix está fazendo assinantes saírem do armário

O drama teen LGBTQIA+ Heartstopper se tornou um fenômeno na plataforma

Publicado por Alexandre Guglielmelli

25/04/2022 20:00

Sucesso na Netflix, Heartstopper conquista fãs com uma história tocante, sensível e realmente emocionante. A produção LGBTQIA+ também serve como uma prova infalível da importância da representatividade. Após conferirem a trama de Nick e Charlie, assinantes da plataforma ganharam a coragem necessária para sair do armário.

“Nesta série sobre amadurecimento, os adolescentes Charlie e Nick descobrem que são mais que apenas amigos e precisam lidar com as dificuldades da vida escolar e amorosa”, afirma a sinopse oficial de Heartstopper na Netflix.

Baseada na obra de Alice Oseman, a série traz Kit Connor e Joe Locke como o casal de protagonistas. A aclamada Olivia Colman também está no elenco da produção.

O site Metro explicou como Heartstopper ajudou alguns assinantes da Netflix a saírem do armário e assumirem sua sexualidade – veja abaixo.

Heartstopper é essencial para o público LGBTQIA+ da Netflix

O episódio final da 1ª temporada de Heartstopper conta com um dos momentos mais emocionantes da série.

No capítulo em questão, Nick finalmente sai do armário e revela sua bissexualidade para a mãe, interpretada por Olivia Colman.

A cena, marcada por muito amor, aceitação e carinho, inspirou vários assinantes da Netflix a fazerem o mesmo.

“Acabei de me assumir queer para os meus pais usando a cena do Nick em Heartstopper. Me sinto muito emocionado”, comentou um fã da série no Twitter.

Heartstopper tem recebido grandes elogios por sua abordagem sensível ao descobrimento da sexualidade.

“Demorei 7 anos para me aceitar… Obrigado Alice Oseman, por criar um personagem que me ajudou em maneiras que eu nem consigo descrever. Obrigado, Kit Connor, por ser um Nick Nelson perfeito”, comentou outro fã.

O tweet viralizou nas redes sociais, garantido mais de 25 mil likes e inúmeros comentários de apoio.

Kit Connor, o intérprete de Nick, também parabenizou o fã. “É isso. É por isso que nós fizemos (a série)”, comentou o ator.

Após a viralização da postagem, vários outros espectadores de Heartstopper tomaram a mesma decisão.

“Me assumi bissexual para o meu pai! Chorei um pouco, mas valeu a pena, pois ele me aceitou completamente. Foi Heartstopper que me deu a confiança necessária para fazer isso. Eu não poderia estar mais grata”, comentou outra fã.

Parte dos fãs de Heartstopper também usaram o Twitter para elogiar a maneira sensível como a série aborda um tema tão delicado.

Heartstopper me ajudou a criar coragem para me assumir! É por isso que a representatividade queer é tão importante”, afirmou outro assinante da Netflix.

A primeira temporada da série teen LGBTQIA+ Heartstopper está disponível no catálogo brasileiro da Netflix.

Publicidade