Mais do que você gosta.

Publicidade

Fãs querem saber

O Poder e a Lei, da Netflix, tem conexão com o filme de 2011? Veja

Espectadores desconfiam de relação entre o drama jurídico e o longa de Matthew McConaughey

Publicado por Alexandre Guglielmelli

13/05/2022 20:00

A série jurídica O Poder e a Lei tem chamado a atenção dos assinantes da Netflix por sua trama intrigante, repleta de mistérios e reviravoltas. Muita gente se pergunta: a nova produção da plataforma tem relação com o filme homônimo, lançado em 2011 e protagonizado por Matthew McConaughey?

Com 10 episódios, a primeira temporada de O Poder e a Lei é perfeita para uma maratona de fim de semana. A série é uma produção de David E. Kelley, showrunner conhecido por sucessos como Ally McBeal, Big Little Lies e Nove Desconhecidos, com Nicole Kidman.

“Na pior após um acidente, o ambicioso advogado de Los Angeles Mickey Haller volta à ativa ao aceitar um caso de assassinato”, afirma a sinopse oficial de O Poder e a Lei.

O Observatório do Cinema apura a conexão entre O Poder e a Lei da Netflix e o filme de 2001 e explica a relação entre as duas obras – confira abaixo.

Qual é a relação de O Poder e a Lei na Netflix com o filme de Matthew McConaughey?

Na Netflix, a série O Poder e a Lei – The Lincoln Lawyer, no título original – é protagonizada por Manuel Garcia-Rulfo. Seu elenco conta também com Neve Campbell, Angus Sampson e Becki Newton.

O filme O Poder e a Lei, por sua vez, chegou aos cinemas em 2011. Com Matthew McConaughey no papel principal, o longa trouxe Marisa Tomei, William H. Macy e Ryan Phillippe no elenco.

No filme, o advogado Mickey Haller é contratado para defender Louis Roulet, um influente corretor de imóveis que é acusado de agressão por uma garota de programa.

A situação fica mais complicada quando Haller descobre uma conexão entre seu cliente e um caso antigo, no qual um homem inocente foi condenado à prisão perpétua.

O Poder e a Lei da Netflix não é diretamente conectado ao filme de 2011. A série não é uma sequência, remake ou prólogo.

Na verdade, O Poder e a Lei da Netflix adapta para a TV a mesma saga literária que inspirou o filme: “The Lincoln Lawyer”, escrito por Michael Connelly.

O longa de Matthew McConaughey é uma adaptação do livro homônimo, lançado em 2005. A série da Netflix, por outro lado, foca em “The Brass Verdict”, o segundo volume da saga, publicado originalmente em 2007.

Para não ser encarada como uma sequência do filme, a série jurídica da Netflix remove todas as referências à trama do primeiro livro.

No desfecho do livro de 2005, Mickey Haller leva um tiro. No início de “The Brass Verdict”, o protagonista passa por uma difícil recuperação e sofre com o vício em remédios para a dor.

Em O Poder e a Lei, a Netflix troca o atentado a Haller por um acidente de surfe, explicando o vício do protagonista sem precisar fazer referências à trama do primeiro livro.

Outra mudança entre a saga de Michael Connelly e a série da Netflix é o papel da origem latina do advogado. Na produção da plataforma, a etnia do protagonista assume uma importância bem maior.

A primeira temporada de O Poder e a Lei está disponível na Netflix. O filme O Poder e a Lei, por sua vez, está no Prime Video.

Publicidade