Mais do que você gosta.

Publicidade

Polêmica

Pilotos da Fórmula 1 estão furiosos com série da Netflix

Velocistas fazem acusações graves contra a produção documental Dirigir Para Viver

Publicado por Alexandre Guglielmelli

25/03/2022 20:00

Com 4 temporadas disponíveis na Netflix, a série F1: Dirigir Para Viver faz muito sucesso com os fãs da Fórmula 1. Entretanto, seus novos episódios se envolveram em uma grande polêmica com os pilotos da modalidade. Representantes das mais famosas escuderias se disseram revoltados com a produção da Netflix.

“Em cada temporada implacável de Fórmula 1, pilotos, gestores e donos de equipes vivem grandes emoções nas pistas e fora delas”, afirma a sinopse oficial de Fórmula 1: Dirigir Para Viver na Netflix.

A 4ª temporada da produção documental chegou à plataforma em março de 2022, e acabou provocando uma inegável controvérsia com os pilotos retratados.

O site The AV Club explicou tudo sobre a polêmica de Fórmula 1: Dirigir Para Viver e o motivo para a revolta dos pilotos contra a Netflix; veja abaixo.

Entenda a polêmica de Fórmula 1: Dirigir Para Viver na Netflix

Segundo o site The AV Club, alguns pilotos da Fórmula 1 estão furiosos com o preço para participar – ou para não participar – da série da Netflix.

Em uma entrevista recente ao jornal italiano La Gazzetta Dello Sport, o CEO da Fórmula 1 revelou que muitos times e pilotos estão descontentes com a maneira que são caracterizados pela série da Netflix.

Segundo Stefano Domenicali, certos pilotos – e algumas escuderias – estão planejando cortar relações com a plataforma antes da próxima temporada.

O problema é o fato de Fórmula 1: Dirigir Para Viver manipular explicitamente as filmagens das corridas, com o objetivo de oferecer ao público um teor mais dramático entre as interações dos pilotos.

Com isso, a série consegue criar arcos narrativos para pilotos específicos. A estratégia torna a produção mais divertida e cativante, e é particularmente bem sucedida nos Estados Unidos, onde a Fórmula 1 tem aproveitado um crescente aumento de sua popularidade.

Entretanto, alguns pilotos são pintados como “vilões” ou “antagonistas” , justamente para a criação de histórias mais interessantes na Netflix.

O campeão Max Verstappen (na imagem acima), por exemplo, nunca aceitou participar de Fórmula 1: Dirigir Para Viver.

Desde a primeira temporada da série, o piloto alega que a produção “falsifica muita coisa” e que ela cria “rivalidades que não existem”.

Também é interessante citar que, segundo o site The AV Club, os episódios mais “dramáticos” da 4ª temporada de Dirigir Para Viver também são os “menos interessantes” da série.

“A série é bem melhor quando foca apenas em pilotos intermediários, e profissionais que não ganham a atenção dada aos campeões, como Verstappen”, avalia a publicação.

Fórmula 1: Dirigir Para Viver ainda não foi renovada oficialmente para a 5ª temporada, mas se quiser continuar contando com a colaboração e participação dos pilotos, deve escolher uma estratégia narrativa menos agressiva.

As 4 temporadas de Fórmula 1: Dirigir Para Viver estão disponíveis na Netflix.

Publicidade