Mais do que você gosta.

Publicidade

Polêmica

Roteirista de Grey’s Anatomy é acusada de inventar falsas histórias médicas

Alegações provocaram controvérsia e até suspensão nos bastidores da Shondaland

Publicado por Alexandre Guglielmelli

21/03/2022 21:30

No ar há 17 anos, Grey’s Anatomy é, sem sombra de dúvidas, o drama médico mais famoso de todos os tempos. Recentemente, a série se envolveu em uma grande polêmica. O centro da controvérsia traz uma das roteiristas da produção de Shonda Rhimes, acusada de inventar falsas históricas médicas e exagerar eventos da vida real.

Grey’s Anatomy faz muito sucesso ao misturar elementos médicos da vida real com uma boa dose de ficção – particularmente na vida pessoal dos doutores e na relação dos personagens com os pacientes.

Para aumentar o realismo da série, uma boa parte dos roteiristas aposta na abordagem de temas importantes do universo da medicina. Alguns, utilizam suas próprias experiências como base para as histórias.

Foi essa estratégia narrativa que acabou envolvendo o drama médico em uma grande controvérsia, e provocando a suspensão de uma famosa roteirista; veja abaixo.

Roteirista mentiu no roteiro de Grey’s Anatomy?

Segundo o site The Ankler, Jennifer Beyer, a esposa da roteirista Elisabeth Finch, entrou em contato com a companhia de produção de Shonda Rhimes para denunciar as mentiras da parceira.

Após as denúncias, Elisabeth Finch foi suspensa do time de roteiristas da produção. A suspensão deve durar até a conclusão das investigações.

Beyer e Finch se casaram em 2020, mas atualmente, passam por um complicado processo de divórcio.

As supostas mentiras começaram a ser descobertas quando Finch deixou a produção para tratar de uma emergência familiar.

Quando os colegas da roteirista ligaram para Beyer, para saber de atualizações sobre o ocorrido, acabaram descobrindo a verdade sobre as histórias de Finch.

Uma boa parte dos roteiros de Grey’s Anatomy, supostamente inspirada pelas experiências reais de Elisabeth Finch, na verdade, teria base na trajetória de Beyer.

Entre as histórias falsamente atribuídas a Elisabeth, destacam-se tramas envolvendo aborto, câncer, quimioterapia e diagnósticos errôneos.

Finch também afirmava ter sido vítima de abuso sexual – o que inspirou o episódio “Silent All These Years”, um dos mais famosos das temporadas recentes de Grey’s Anatomy.

Elisabeth Finch produziu o roteiro de 13 episódios de Grey’s Anatomy, e chegou a escrever artigos para a revista Elle sobre sexualidade e identidade.

Em uma nota recente, a advogada da roteirista afirmou que “não fará comentários sobre as investigações atuais”.

Antes de fazer parte do quadro de roteiristas de Grey’s Anatomy, Finch trabalhou em The Vampire Diaries, onde afirmou ter sido vítima de assédio moral.

“Quando comecei minha trajetória em Grey’s Anatomy, me perguntaram se eu escreveria apenas sobre câncer. Mas a minha chefe, Krista Vernoff, sugeriu que eu utilizasse minha perspectiva como paciente para narrar as histórias das personagens”, comentou Finch.

A roteirista afirma que foi diagnosticada com câncer nos ossos aos 34 anos.

Em um papo recente com o site The Hollywood Reporter, colegas de Finch se disseram surpresos com as acusações – mas alguns afirmaram ter desconfiado dos relatos da roteirista.

Um representante da Shondaland, a companhia de produção de Grey’s Anatomy, também avaliou a situação.

“Apenas a Elisabeth pode falar sobre sua história pessoal”, comentou o porta-voz.

A 18ª temporada de Grey’s Anatomy está nos Estados Unidos. No Brasil, os novos episódios estão no Sony.

As temporadas de Grey’s Anatomy podem ser vistas no Star+, Globoplay, Amazon Prime Video e canal Sony, também através do UOL Play. Station 19, a derivada, também está no Star+.

Clique aqui para assinar o UOL Play e acompanhar o canal Sony. Ou clique aqui para assinar o Star+ e assistir Grey’s Anatomy.

Publicidade