Mais do que você gosta.

Publicidade

Contém spoilers

Stranger Things: Novo personagem é inspirado em trágica história real

Série da Netflix se baseia em caso dos anos 90 para criar a trama de Eddie

Publicado por Alexandre Guglielmelli

09/06/2022 05:00

Sucesso na Netflix, a 4ª temporada de Stranger Things traz de volta figuras conhecidas e introduz novos personagens. Um deles é Eddie Munson. O jovem metaleiro é interpretado por Joseph Quinn. Muitos fãs não sabem, mas a trama de Eddie é inspirada em um triste caso da vida real.

Desde sua estreia na Netflix, Joseph Quinn conquista admiradores no mundo inteiro. Eddie Munson já é visto como um dos personagens mais populares de Stranger Things, graças à sua participação crucial na trama do Hellfire Club.

Continua depois da publicidade

Em um dos momentos mais tristes de Stranger Things, Eddie é acusado pelo assassinato da líder de torcida Chrissy – que na verdade, é morta pelo monstro Vecna. Liderados por um atleta valentão, os moradores de Hawkins passam a desconfiar que Eddie é o líder de uma “seita satânica”.

A trama de Eddie é uma clara referência ao “Pânico Satânico”, uma histeria coletiva que dominou o sul e o meio-oeste dos Estados Unidos entre os anos 80 e 90. Explicamos abaixo tudo que você precisa saber sobre essa história e como ela se relaciona com a 4ª temporada de Stranger Things.

Conheça a inspiração real de Eddie Munson em Stranger Things

Na 4ª temporada de Stranger Things, a trama de Eddie Munson é baseada nas experiências de Damien Echols, um dos “Três de Memphis”.

Em 5 de maio de 1993, três crianças – Steven Branch, Michael Moore e Christopher Byers – desapareceram em uma vizinhança pacata de West Memphis, Arkansas.

Os cadáveres foram encontrados um dia depois. Devido à violência e o teor “ritualístico” dos assassinato, a população (majoritariamente cristã) da cidade passou a suspeitar de uma “seita satânica”.

As suspeitas dos moradores caíram sobre Damien Echols, um jovem gótico que vivia nas redondezas.

Na época, os Estados Unidos viviam o auge do Pânico Satânico – motivado por notícias falsas, preconceito e intolerância religiosa.

Sem qualquer tipo de prova, a polícia não demorou para prender Damien (a inspiração de Eddie na 4ª temporada de Stranger Things), junto com o melhor amigo Charles Jason Baldwin.

A prisão foi realizada após uma “confissão” de Jessie Misskelley, um adolescente de 16 anos que (supostamente) conhecia Damien e Jason. Porém, essa confissão só foi obtida após 12 horas de intenso interrogatório.

Jessie, definitivamente, não era uma testemunha crível. Além de ser pressionado e abusado pela polícia, o adolescente tinha problemas de desenvolvimento e apenas 72 de QI.

A prisão de Damien e Jason provocou um verdadeiro frenesi midiático. Mesmo sem qualquer evidência de DNA, a dupla (junto com Jessie) foi levada a julgamento. Jessie e Jason foram condenados à prisão perpétua. Visto como o “líder da seita”, Damien levou a pena de morte.

O que aconteceu com os Três de Memphis?

Com o tempo, o caso chamou a atenção de especialistas e se tornou um verdadeiro fenômeno internacional.

Após o lançamento dos documentários Paraíso Perdido e West of Memphis, músicos como Eddie Vedder (Pearl Jam), Henry Rollins (Black Flags) e Natalie Maines (The Chicks) lideraram campanhas para a realização de um novo julgamento e a libertação dos Três de Memphis (na foto acima).

Eventualmente, o caso da promotoria colapsou: testemunhas retrataram suas declarações, especialistas afirmaram que a confissão de Jessie foi obtida de maneira inadequada e que a polícia destruiu evidências importantes.

Até mesmo a família dos três garotos assassinados – particularmente o padrasto de Christopher Byers e a mãe de Stevie Branch – passaram a defender a inocência de Damien, Jason e Jessie.

Em 2011, semanas antes de sua execução, Damien, Jason e Jessie adotaram uma estratégia arriscada: uma declaração de “culpa” em troca de liberdade condicional. O plano funcionou, e 18 anos após a prisão, os Três de Memphis finalmente deixaram a cadeia.

Até hoje, Damien, Jason e Jessie defendem a inocência. O trio continua em busca de evidências para a exoneração, com a ajuda do grupo Exonerate The West Memphis Three, uma organização internacional com centenas de parceiros.

A 4ª temporada de Stranger Things está disponível na Netflix. A 2ª parte estreia em 1 de julho.

Sobre o autor

Alexandre Guglielmelli

Alexandre Guglielmelli

Formado pela PUC Minas, sou especialista em filmes de terror, reality shows e cultura pop. Nas horas vagas, gosto de escrever e oferecer indicações de filmes e séries para os amigos.

Publicidade