Mais do que você gosta.

Publicidade

Lançamento

The Boys: Diabólicos é ainda mais grotesca que série original

A série animada está no Amazon Prime Video

Publicado por Victor Carvalho

04/03/2022 18:26

The Boys: Diabólicos chegou ao Amazon Prime Video como uma série animada derivada de The Boys, que é um grande sucesso do serviço de streaming. 

A produção apresenta um estilo maluco que a torna ainda mais grotesca do que a série original, o que é ótimo.

Continua depois da publicidade

Assim como The Boys, The Boys: Diabólicos é uma produção voltada para o público adulto. Assim, ela não poupa no sangue e na violência.

Uma série animada muito maluca e divertida

O que é mais interessante sobre The Boys: Diabólicos é que cada episódio conta uma história separada, com um estilo diferente. Aliás, cada uma dessas histórias também apresenta uma equipe criativa diferente.

Por exemplo, um episódio vem de Andy Samberg, conhecido por Brooklyn Nine-Nine. Outro é de Justin Roiland, de Rick and Morty.

Em um episódio, um bebê massacra inúmeras pessoas, rindo enquanto membros decepados voam, encharcado de sangue. 

Em outro episódio, Butcher droga um super-herói e o faz colidir com outro, esmagando os seus ossos e retorcendo os seus membros.

No entanto, o episódio mais bizarro talvez seja “BFFs”, em que uma garota tímida e solitária sonha em ganhar poderes para ter mais amigos. 

Ela toma um pouco de Composto V, que realmente traz uma mudança, mas não do jeito esperado: o seu cocô acaba ganhando vida e se tornando um ser senciente.

De maneira inusitada, a garota cria amizade com o cocô, uma relação que é abalada pela Vought Corporation. Esse é o episódio mais estranho de The Boys: Diabólicos, e possivelmente um dos melhores.

Se você gosta de uma série animada adulta com uma abordagem grotesca e muito maluca, corra para assistir The Boys: Diabólicos no Amazon Prime Video. 

Realmente vale a pena, especialmente se você já é um fã de The Boys no serviço de streaming.

The Boys: Diabólicos está disponível no Amazon Prime Video.

Publicidade