Mais do que você gosta.

Publicidade

Estreia

Vale a pena? Nada é o que Parece Ser, da Netflix, é versão teen de Arquivo X

Dos criadores de The Rain, série dinamarquesa tem trama de suspense e ficção científica

Publicado por Alexandre Guglielmelli

28/01/2022 20:30

Recém-chegada à Netflix, Nada é o que Parece Ser tem tudo para conquistar os assinantes da plataforma. A produção dinamarquesa mistura elementos de suspense, ficção científica, mistério e drama teen em uma história criativa e repleta de reviravoltas. Mas será que vale a pena assistir à série? O site Decider tentou responder essa questão.

“O mundo de uma jovem de 17 anos vira de pernas para o ar depois que ela e os amigos descobrem a verdade perturbadora sobre sua pacata cidade dinamarquesa”, afirma a sinopse oficial de Nada é o que Parece Ser na Netflix.

Continua depois da publicidade

A série é uma produção de Jannik Tai Morholt e Christian Potalivo, os criadores de The Rain. O elenco é formado por Malaika Berenth Mosendane, Andrea Heick Gadeberg e Andreas Dittmer.

Nada é o que Parece Ser chegou ao catálogo internacional da Netflix em 28 de janeiro de 2022, e desde então, já figura no Top 10 de vários países.

Vale a pena assistir Nada é o que Parece Ser na Netflix?

Nada é o que Parece Ser acompanha a história de Emma, uma jovem guia turística que trabalha em uma massiva cratera na pacata cidade de Middelbo.

Há 17 anos atrás, um meteoro caiu na cidade, no meio de um supermercado de um homem chamado Hussein. A curiosidade dos dinamarqueses sobre o incidente especial transformou o local da queda em um ponto turístico – e tornou Hussein extremamente rico.

Com o tempo, o interesse do público começa a diminuir, Emma passa a apresentar a cratera apenas a excursões escolares.

Em um desses grupos, uma criança particularmente irritante deseja tocar o meteoro, e quando o faz, acaba quebrando o objeto espacial.

Como era de se esperar, Emma é demitida. Mas quando pega um dos pedaços quebrados, percebe que ele é feito de vidro. Mas meteoros não são feitos de vidro, certo?

Enquanto isso, cientistas começam a escutar um estranho sinal sonoro vindo do espaço. A situação fica ainda mais estranha quando percebem que o sinal é direcionado ao território de Middelbo.

Nesse cenário complicado, a protagonista Emma conta com a ajuda de um grupo de adolescentes para descobrir a verdade – que pode incluir conspirações do governo e contato com uma civilização alienígena.

Por sua trama de ficção científica e seus “adolescentes detetives”, Nada é o que Parece Ser já está sendo comparada a séries como Arquivo X e Nancy Drew.

Mas afinal de contas, vale a pena assistir a série? Ou é mais uma produção aleatória da Netflix que os fãs devem deixar de lado.

De acordo com a análise do site Decider, vale a pena assistir Nada é o que Parece Ser na Netflix.

Nada é o que Parece Ser pode desenvolver sua história de várias maneiras. Pode focar na invasão alienígena ou na história dos adolescentes. De qualquer forma, é uma jornada divertida para os assinantes”, conclui o site.

Nada é o que Parece Ser está disponível no catálogo brasileiro da Netflix; veja abaixo o trailer.

Publicidade