Game of Thrones pode ganhar 13 episódios finais após sexta temporada

Publicidade

Game of Thrones pode ser encerrada com duas temporadas curtas. Em entrevista à Variety, os criadores da série, David Benioff e D.B. Weiss, falaram sobre a possibilidade de fazer 13 episódios finais – o sétimo ano teria 7 episódios e o oitavo e último apenas 6.

“Acho que estamos nos nossos últimos 13 capítulos depois dessa [sexta] temporada. Estamos chegando perto do fim. Isso é o que achamos. Nada está acertado ainda, mas já estamos vendo isso”, revelou Benioff.

Embora a decisão ainda não esteja oficializada, de qualquer forma o presidente da HBO, Michael Lombardo, já havia dito anteriormente que a emissora pretendia encerrar Game of Thrones na oitava temporada.

Continua depois da publicidade

Atores falam sobre o que esperar da sexta temporada

“Depois dos acontecimentos chocantes na conclusão da quinta temporada, incluindo o destino sangrento de Jon Snow pelas mãos dos revoltados da Patrulha da Noite, a quase-morte de Daenerys na arena de Mereen, e a humilhação de Cersei nas ruas de Porto Real, sobreviventes de todas as partes de Westeros e Essos se reúnem para seguir em frente, inexoravelmente, em direção aos seus destinos. Rostos familiares vão forjar novas alianças para melhorar suas chances estratégicas de sobrevivência, enquanto novos personagens surgirão para desafiar o balanço de poder no Leste, Oeste, Norte e Sul”, diz a descrição da sexta temporada.

Game of Thrones retorna em 24 de abril na HBO com o episódio “The Red Woman” (“A Dama Vermelha”, em tradução livre).

Primeiro clipe da sexta temporada confirma morte de personagem

Recentemente, os criadores de Game of Thrones afirmaram que a nova temporada “será a maior” da história da série. Além disso, o sexto ano incluirá “a maior cena de batalha já vista” na série – leia mais.

Ator ficou surpreso com a quantidade de mortes da sexta temporada

“Não mudamos uma palavra da sexta temporada por causa das críticas”, dizem criadores

8 vezes que a série foi longe demais

Publicidade
© 2021 Observatório do Cinema | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade