A atriz Patricia Arquette, conhecida pelo papel vencedor do Oscar no filme Boyhood, contou no Twitter sobre um acontecimento dos anos 1990 em que o diretor Oliver Stone “beirou o assédio sexual” ao abordá-la.

Stone já foi acusado nessa sexta (13) por uma modelo de “apalpar os seus seios” em uma festa. As acusações chegaram após uma declaração do cineasta defendendo o produtor Harvey Weinstein, apontado por mais de 20 mulheres como assediador e estuprador.

“Anos atrás, Oliver Stone queria que eu fizesse um de seus filmes. Nós conversamos sobre o material em uma reunião. O material era muito sexual, mas a reunião foi profissional”, contou.


“Logo depois, recebi dele rosas. Não é algo tão incomum, mas algo sobre as rosas parecia estranho”, continuou. “Eu ignorei. Então o assistente de Stone me ligou perguntando se recebi as rosas. Eu os agradeci, e então ele me convidou para uma exibição do filme Assassinos por Natureza [dirigido por Stone]”.

“A coisa estava ficando estranha, então eu levei meu namorado para a estreia. A sessão estava lotada, e Oliver me encontrou na entrada do banheiro. Ele perguntou porque levei meu namorado, e eu disse: ‘Por que não traria? Isso não deveria ser um problema'”, relembrou ainda.

“O que estou tentando sublinhar aqui é o quanto às vezes as coisas são incertas e difíceis para mulheres na indústria do entretenimento”, disse por fim a vencedora do Oscar.