Harvey Weinstein cita Meryl Streep em defesa contra processo por assédio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os advogados de Harvey Weinstein citam Meryl Streep e Jennifer Lawrence em um documento encaminhado para o juiz de um processo por assédio sexual contra o produtor.

No texto, publicado pelo Deadline, Weinstein busca se defender de um processo “de classe”, que busca reunir as denúncias de assédio e abuso sexual contra ele (já levantadas por mais de 60 mulheres na indústria do entretenimento) em um caso único.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“A definição de classe por esse processo é fatalmente equivocada, e impossível de englobar”, escrevem os advogados. “Essa definição incluiria, teoricamente, todas as mulheres que já conheceram ou já trabalharam com Weinstein, independente de terem denunciado-o por qualquer ação que tenha lhes causado mal.

Produtor de Shakespeare Apaixonado diz que Harvey Weinstein o agrediu

“Tais mulheres incluiriam Jennifer Lawrence, que disse a Oprah Winfrey que conhecia Weinstein desde os 20 anos de idade, e que ‘ele sempre foi gentil com ela’. Incluiria também Meryl Streep, que disse publicamente que Weinstein sempre foi respeitoso no relacionamento de trabalho que os dois tinham”, continuam.

O documento ainda faz referência à Gwyneth Paltrow em uma das notas de rodapé, embora a atriz tenha dito que Weinstein fez avanços inapropriados em direção a ela.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio