Advogado diz que Geoffrey Rush entrou “em depressão” após acusações de assédio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Geoffrey Rush “mal consegue sair de casa, comer ou dormir” desde que alegações de assédio sexual contra ele foram publicadas pelo jornal Daily Telegraph.

É o que diz um dos advogados que defende o astro de Piratas do Caribe e O Discurso do Rei, que processa o jornal em um tribunal australiano. As informações são do Deadline.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O advogado diz que “o Sr. Rush tem sofrido de ansiedade social e sente que sua carreira e reputação foram manchadas definitivamente” com as acusações, que o jornal publicou a partir de informações da Sydney Theatre Company, onde Rush ajudou a montar uma versão de Rei Lear, de Shakespeare, em 2015.

Atriz pediu para Geoffrey Rush parar de tocá-la, segundo promotoria

As alegações contra Rush foram providas pela companhia de teatro, que teria recebido a denúncia de alguns membros da equipe da peça durante a produção e lançado uma investigação. As acusações falam em “comportamento inapropriado”, sem especificar o acontecido.

Rush, que venceu o Oscar em 1997 por Shine – Brilhante, apareceu mais recentemente na pele de Albert Einstein na primeira temporada da antologia Genius, recebendo indicações ao Emmy e ao Globo de Ouro pela performance.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio