O debate de igualdade salarial entre homens e mulheres em Hollywood tem sido amplamente discutido atualmente. No Festival de Cannes, por exemplo, a atriz Salma Hayek disse que as mulheres já deveriam ter ficado com raiva disso há muito tempo (leia mais).

Entretanto, na década de 80 as coisas eram bem diferente, e uma mulher que pedisse igualdade de salários era mal vista pela indústria.

Foi o caso da atriz Joan Collins, que durante uma entrevista à Hello! Magazine, revelou que chegou a pedir para seus chefes na série Dinastia, um valor igual ao que era pago em salário para os atores homens do programa.


American Horror Story | 8ª temporada começará a ser filmada em junho; criador comenta sobre o novo ano

O pedido de Collins não foi bem visto, de modo que seu colega de elenco, o ator John Forsythe chegou a insultá-la, junto de outros membros da produção do programa.

“Eu era chamada de diva e de vadia e a atitude [de Forsythe] era de ‘O que é que você está pensando?'” revelou a atriz. “Gananciosa” era outra palavra que a atriz disse que usavam para descrevê-la.

“As pessoas no programa inventavam histórias para que os produtores não me apoiassem – na realidade, eles gostavam da imagem de uma vadia ambiciosa” explicou, dizendo ainda que caso ela quisesse uma salário maior, eles justificavam que os protagonistas masculinos do programa também precisariam de um salário maior.

Collins poderá ser vista em breve na 8ª temporada de American Horror Story (saiba mais de seu papel aqui).