Michael Rosenbaum, de Smallville, está chocado com participação de Allison Mack em culto sexual

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Michael Rosenbaum, de Smalville, decidiu abrir o jogo e se disse surpreso com as alegações de que a ex-colega de elenco, Allison Mack, teria participado de um culto sexual. A revelação foi feita para o podcast This Past Weekend.

Rosenbaum participou de sete temporadas da série, interpretando o Lex Luthor. O artista afirmou que não conhecia bem esse lado da colega depois que leu sobre o caso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Isso parece quando alguém diz que seu irmão matou alguém. Você fica como, ‘Não, ele não faria. Eu conheço meu irmão. Ele não mataria ninguém. É simplesmente bizarro. Toda história ainda vai ser revelada. Eu acho que é chocante e surpreendente ao mesmo tempo”, explicou o ator.

No entanto, mesmo comentando que sempre viu Mack como uma atriz “profissional”, Rosenbaum se recorda de ouvir a colega falando sobre algum tipo de grupo. No entanto, na época, o ator não tinha dado atenção para isso.

Detalhes do culto sexual de Allison Mack, de Smallville, são revelados

“Eu lembro que ela estava fazendo alguma coisa de auto-ajuda. Eu lembro ela mencionar algo. Uma organização. E eu não a ouvi. Eu lembro de apenas pensar, ‘Oh, é um pequeno culto, isso não é para mim”, revelou o artista.

De acordo com informações recentes, a atriz atuava como cafetina do grupo chamado NXIVM, atendendo por nomes como Madam Mack, Pimp Mack e A Madame. Suas funções incluíam agendar horários e compromissos das membras para ter relações sexuais com o líder do grupo, Keith Raniere.

Uma das revelações mais perturbadoras é a de que Mack organizava treinamentos de preparo onde as vítimas eram forçadas a responder mensagens de Raniere, independente da noite. Mack então instruía as vítimas a deixar que o “Mestre” tirasse fotos delas nuas como prova da finalização da tarefa.

As informações completas sobre o culto serão reveladas em Captive: A Mother’s Crusade to Save Her Daughter from a Terrifying Cult, de Catherine Oxenberg. O relato chega às livrarias americanas em 7 de agosto.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio