A atriz Jada Pinkett Smith compartilhou junto com a sua mãe, Adrienne Banfield-Jones, uma parte triste da sua infância, antes desconhecida pelo público. A famosa relatou que cresceu em um ambiente de abuso doméstico no Red Table Talk.

Durante o programa, Adrienne relembrou uma triste passagem da vida das duas, quando o seu ex-parceiro e pai da atriz, Robsol Pinkett Jr., a atacou em casa.

“Teve tantas, tem até uma cicatriz nas minhas costas. O que aconteceu é que ele estava bravo com algo. Ele chegava em casa bravo. Nós dois estávamos em casa, e ele chegou lá, e começou a brigar por algo, eu lembro o que era, mas ele começou a me surrar e estava com raiva. Eu fui para o quarto e você estava lá”, começou a contar a mãe de Jada Pinkett Smith.


Jada Pinkett-Smith desmente boato sobre sua participação na Cientologia

Adrienne relembra de ter pego a filha e ter conseguido fugir. Foi a última vez que viu o ex-marido, que faleceu pouco tempo depois.

“Eu corri pela casa, depois atravessei a rua e fui até um vizinho pedir ajuda”, lembrou a mãe da atriz, emocionada.

Jada Pinkett Smith revelou que o pai tinha problemas com álcool.

“Tipicamente estava em um estado alterado quando era abusivo”, explicou a famosa.

Red Table Talk é um programa do Facebook Watch apresentado por Jada Pinkett Smith todas às segundas.