Tendo recebido inúmeras acusações de assédio sexual em 2017, o comediante Louis C.K. ressurgiu no mundo do stand-up e continua fazendo suas apresentações pelos Estados Unidos.

Desta vez, o comediante acabou se envolvendo em uma nova polêmica, dado o teor de suas piadas durante uma apresentação em um clube de Long Island, em Nova York, em 16 de dezembro.

Como revela um áudio vazado da apresentação (via Yahoo!), Louis C.K. não poupou nem os sobreviventes do tiroteio em Parkland, que aconteceu no começo de 2018, em seu show, zombando do fato de alguns deles terem se tornado ativistas sociais e políticos.


“Estas crianças testemunharam diante do Congresso… O que estão fazendo? Vocês são jovens, deveriam ser loucos e desequilibrados. Não deveriam sair por aí dizendo ‘Estou aqui para lhe dizer que…’. F*dam-se vocês!”, comentou o comediante.

Rose Byrne diz que Louis C.K. não deveria fazer shows surpresas após conduta sexual imprópria

Ele continuou: “Vocês não são interessantes só porque foram em uma escola onde as crianças foram baleadas. Só por causa disso tenho que te ouvir? Por que isto te torna interessante? Vocês não levaram um tiro, apenas empurraram uma criança gorda no caminho e agora preciso ouvir vocês falando.”

Louis C.K. também fez piadas em torno da comunidade LGBTQ+, zombando da ideia de identidade de gênero.

“Eles são como a realeza. Dizem a você como chamá-los. ‘Você deve se dirigir a mim como ele/ela, porque me identifico como gênero neutro.’ Tudo bem. Agora você deve se dirigir a mim como ‘lá’, porque me identifico como um lugar.”

Por fim, Louis C.K. pareceu simplesmente não se importar com o impacto que suas piadas causariam na plateia ou da repercussão que teriam nas redes sociais.

“O que poderiam tirar de mim? Minha vida acabou. Não me importo mais”, disparou.

Louis C.K. faz primeira apresentação após acusações de crimes sexuais e é recebido por manifestantes

Apesar de ter ficado mais famoso por conta de sua comédia stand-up, Louis C.K. também teve uma sólida carreira na televisão e no cinema, estrelando a série Louie, de sua própria criação, e participando frequentemente do Saturday Night Live, além de ter aparecido em longas como Trapaça e I Love You, Daddy.

Com as acusações de assédio sexual que recebeu, porém, a carreira de Louis C.K. acabou entrando em declínio, com o comediante perdendo trabalhos e tendo seus projetos cancelados.