Gwyneth Paltrow é processada e pode pagar mais de 3 milhões de dólares por acidente de esqui

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Gwyneth Paltrow está sendo processada por um médico do estado americano de Utah, que afirma que a atriz o atropelou enquanto esquiava, em fevereiro de 2016.

Gwyneth Paltrow pode produzir programa de variedades para a Netflix

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Terry Sanderson, de 46 anos, afirma que Paltrow estava “esquiando fora de controle” no resort Deer Valley, em Park City. De acordo com documentos obtidos pela revista People, o autor do processo pede 3,1 milhões de dólares como indenização.

O requerente também conta que a atriz não prestou socorro, e que após o acidente, abandonou o local, deixando o acidentado jogado na neve, com sérios ferimentos.

Gwyneth Paltrow sabia que era errado nocautear o Dr. Sanderson, subir em cima dele e deixar a cena do crime”, afirma Sanderson no processo.

Para justificar o pagamento da quantia, o médico alega “lesões permanentes no cérebro”, quatro costelas quebradas, dor, sofrimento, perda de alegria, estresse emocional e desfiguramento.

Procurada pela revista People, a equipe de assessores de Gwyneth Paltrow afirmou que o processo não tem mérito nenhum, e que a atriz definitivamente não causou o acidente.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio