O infame comediante Louis C.K., que caiu em desgraça após inúmeras acusações de abuso e assédio sexual em 2017, saiu do ostracismo na última semana para causar ainda mais polêmica. O humorista se apresentou em um clube americano, e fez duras críticas aos sobreviventes do tiroteio de Parkland.

Saturday Night Live | Pete Davidson diz que Louis C.K. tentou demiti-lo do programa

“Vocês não são interessantes só porque foram em uma escola onde as crianças foram baleadas. Só por causa disso tenho que te ouvir? Por que isto te torna interessante? Vocês não levaram um tiro, apenas empurraram uma criança gorda no caminho e agora preciso ouvir vocês falando”, afirmou Louis C.K.


Quem não gostou nada disso foi Jim Carrey. Conhecido por sempre se posicionar em assuntos políticos e sociais, o ator e humorista detonou a atitude do colega. O ator fez sua crítica por meio da arte, com um desenho representando o humorista.

Na imagem, a sobrevivente Emma Gonzalez, que se tornou uma das vozes mais poderosos na defesa do desarmamento nos EUA, é mostrada gigante em comparação de uma silhueta de Louis C.K. A intenção da imagem é mostrar a pequenez das atitudes do humorista perante a força e resiliência dos sobreviventes. Confira abaixo.

Apesar de ter ficado mais famoso por conta de sua comédia stand-up, Louis C.K. também teve uma sólida carreira na televisão e no cinema, estrelando a série Louie, de sua própria criação, e participando frequentemente do Saturday Night Live, além de ter aparecido em longas como Trapaça e I Love You, Daddy.

Com as acusações de assédio sexual que recebeu, porém, a carreira de Louis C.K. acabou entrando em declínio, com o comediante perdendo trabalhos e tendo seus projetos cancelados.