Macaulay Culkin foi um dos grandes amigos de Michael Jackson, tanto que é o padrinho de Paris Jackson. Com o documentário Deixando Neverland, o ator voltou a defender, mesmo que indiretamente, o falecido cantor das acusações de supostos casos de abuso sexual.

O The Sun Online publicou que durante uma conversa com o comediante Weird Al Yankovic, o ator questionou como era o relacionamento do humorista com Michael Jackson. Antes da resposta, os dois se olharam de forma engraçada, o que provocou gargalhadas da plateia que conferia a gravação do Bunny Ears Podcast Live.

“Hum, principalmente platônico. Eu o encontrei duas ou três vezes, ele era muito meigo”, respondeu o comediante. “Parece incrível, ele parece ser muito legal, sim”, respondeu o ator, logo em seguida.


Depois, Macaulay Culkin relembrou que via vídeos de Al Yankovic em Neverland, junto com o cantor. Um detalhe é que Paris Jackson estava na plateia da gravação que aconteceu na terça (19).

Ex-segurança defende Michael Jackson de acusações: “Ele era hétero”

Por enquanto, o ator ainda não se pronunciou diretamente sobre o documentário Deixando Neverland.

O documentário conta a seguinte história: “No auge de seu estrelato, Michael Jackson começou relacionamentos duradouros com dois garotos de 7 e 10 anos e suas famílias. Agora com 30 anos, eles contam a história de como foram abusados ​​sexualmente por Jackson e como chegaram a um acordo para ficarem calados anos depois.”

Ações judiciais movidas por Robson e Safechuck contra Jackson foram rejeitadas por um juiz em Los Angeles em 2017.