No Twitter, fãs começaram a brincar que Michael Jackson teria previsto o surto do coronavírus (COVID-19) por usar máscaras (veja mais aqui). A brincadeira, porém, começa a ganhar mais destaque.

O ex-segurança do Rei do Pop, Matt Fiddes, confirmou ao The Sun que a brincadeira dos fãs faz sentido. Michael Jackson teria adotado máscaras também por medo de uma pandemia.

“Eu sei exatamente o que ele diria para as pessoas: ‘Eu avisei vocês!’. Ele sempre soube que havia um desastre natural a caminho. Ele era muito preocupado e sempre previu que poderíamos ser exterminados a qualquer momento, que um germe poderia se espalhar”, declarou Fiddes.


Michael Jackson começou a usar a máscara por conta de uma cirurgia dentária. Mas depois, parece ter encontrado outro uso para ela.

Preocupação com shows e fãs

O profissional relembrou que costumava brincar com Michael Jackson. Fiddes pedia que o cantor não usasse a máscara, já que o segurança também aparecia nas imagens com ele.

“Ele me respondia, ‘Matt, eu posso ficar doente, não posso decepcionar os meus fãs. Eu tenho shows marcados. Estou na Terra por um motivo. Não posso prejudicar a minha voz, preciso ficar saudável, eu não sei com quem vou encontrar, não sei o que podem me passar”, contou ainda o profissional.

Porém, atualmente os especialistas recomendam que máscaras só sejam usadas por profissionais da saúde e por pessoas com o coronavírus ou sintomas da doença.

Os filhos de Michael Jackson não se pronunciaram após a entrevista de Fiddes.