Depois de uma polêmica iniciada pelos tuítes transfóbicos de J. K. Rowling, o astro dos filmes de Harry Potter se pronunciou contra a autora e a favor das pessoas trans.

Daniel Radcliffe fez um post longo e emocionante sobre a situação no site do The Trevor Project, uma organização nacional dos Estados Unidos de prevenção ao suicídio de pessoas jovens LGBT.

A carta começa dizendo que a imprensa pode pintar aquilo como uma briga entre ele e J. K. Rowling, mas não é o que é importante no momento. “Apesar de Jo ser inquestionavelmente responsável pelo curso que minha vida tomou, como alguém que trabalhou com The Trevor Project por 10 anos, e como ser humano, eu sinto a necessidade de falar algo”.


Ele continua, afirmando que mulheres trans são mulheres e qualquer coisa que diga o contrário apaga a identidade e dignidade de pessoas trans, além de ir contra conselhos médicos profissionais.

Por fim, Daniel Radcliffe diz que sente muito que os comentários da autora tenham machucado os fãs e que espera que ninguém perca o que era valioso nos livros para si.

“[Harry Potter] significa pra você o que significa pra você e eu espero que aqueles comentários não manchem muito isso”.

Rolling Stone · Daniel Radcliffe é confundido com morador de rua ...

Comentários transfóbicos decepcionam fãs

Os tuítes transfóbicos realizados por J. K. Rowling receberam críticas de fãs e artistas do mundo todo. Tudo começou quando ela zombou de uma reportagem cujo título usava a frase “pessoas que menstruam”.

Além de Daniel Radcliffe, a atriz Katie Leung, que faz Cho Chang na saga Harry Potter, também se pronunciou divulgando links de organizações de apoio a mulheres trans negras.

O público recebeu com carinho e agradecimento o posicionamento de Radcliffe, que também aproveitou para expôr The Trevor Project ainda mais.