Kong: A Ilha da Caveira | Diretor explica motivo do filme se passar em 1970

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde 1933, sete filmes do King Kong foram lançados nos Estados Unidos e no Japão e o período de tempo mais associado com a história do gorila gigante é o início dos anos 1930, como visto no filme original e no remake de 2005, protagonizado por Naomi Watts.

Mas, o vindouro Kong: A Ilha da Caveira terá o seu diferencial, com a trama localizada durante a década de 1970, com a Guerra do Vietnã como pano de fundo. E o diretor Jordan Vogt-Roberts explicou o motivo da mudança.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“O roteiro que li pela primeira vez se passava em 1917. Mas quando comecei a conversar com os caras do estúdio, sugeri: ‘Sabe que filme estranho de King Kong gostaria de ver?’ Então expliquei uma conexão com a Guerra do Vietnã, literalmente pensando que eles iam rir de mim”, disse Vogt-Roberts em entrevista (via Cinema Blend). “E então eles disseram: ‘Legal. Vamos descobrir’. A estética desse tempo misturado com King Kong resulta em um gênero incrível.”

Diretor do novo King Kong: “É um regresso ao filme de 1933”

Tom Hiddleston, Samuel L. Jackson, Brie Larson, Corey Hawkins, Jason Mitchell, John Goodman, Shea Whigham e John Ortiz formam o elenco principal.

Derek Connolly, roteirista de Jurassic World, assinou a última versão do script. A direção está a cargo de Jordan Vogt-Roberts (Os Reis do Verão).

O filme serve como prelúdio para a franquia, se passando em Detroit, no início dos anos 1970, e explorando o local de origem do gorila gigante, a Ilha da Caveira. O filme dará início ao universo compartilhado entre as criaturas gigantes dos estúdios, que culminará com o crossover Godzilla vs Kong, com lançamento previsto para 2020.

Kong: A Ilha da Caveira, chegará aos cinemas brasileiros em 9 de março de 2017.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio