Ator de Deadpool 2 negocia acordo após inventar ameaça de bomba

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator T.J. Miller, de Deadpool, Deadpool 2 e Silicon Valley, está trabalhando em um acordo com promotores de justiça após uma brincadeira polêmica. Em março, o ator inventou uma ameaça de bomba em um trem nos Estados Unidos.

A chamada pegadinha foi parar na justiça. O que também não ajuda o ator no caso é que ele tem um histórico recente de crimes. Em 2016, agrediu um motorista de Uber após uma discussão sobre Donald Trump e em 2017 foi acusado de abusar sexualmente de uma ex-colega de universidade. Esse último fato fez com que ele fosse demitido da série de comédia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com o The Blast, ainda em abril o ator chegou a ser preso por conta da falsa ameaça no trem. Agora, os promotores estão conversando sobre possibilidades para que o caso não vá a julgamento. Caso isso aconteça, T.J. Miller pode pegar até cinco anos de prisão.

Silicon Valley | Atriz detona colegas de elenco e afirma que experiência nas gravações foi um “pesadelo”

Na noite em que fez o trote, um funcionário da companhia de trem norte-americana Amtrak contou às autoridades que o ator estava drogado e com sinais de embriaguez. No trem, T.J. Miller ainda teria apresentado um comportamento agressivo.

As autoridades, no entanto, acreditam que o humorista, por razões não reveladas, guardava rancor sobre a mulher que foi acusada de carregar a bomba. A publicação não revelou quando a justiça pode chegar a um acordo com o ator.

Além de ter perdido o papel em Silicon Valley por conta das polêmicas, T.J. Miller não deve voltar tão cedo a viver o Fuinha do universo Deadpool. O astro Ryan Reynolds já confirmou que o humorista não estará em X-Force, terceiro filme do mercenário.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio