Venom | Tom Hardy esclarece comentários sobre cenas cortadas e afirma que filme está ótimo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como foi relatado anteriormente, Tom Hardy afirmou ao Comics Explained que quase 40 minutos de cenas de Venom foram cortadas e entre elas estavam as suas preferidas. Para alguns, poderia ter ficado subentendido que o protagonista não havia gostado do corte final para os cinemas.

Porém, em outra entrevista, dessa vez ao IGN, Tom Hardy esclareceu os comentários e garantiu que não tratou-se de uma crítica, mas apenas de uma constatação do filme, que tem mais de sete horas de materiais gravados.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“O que eu estou dizendo é que eu passei muito tempo improvisando e muito tempo interpretando Venom, que possivelmente temos mais de sete horas de gravações comigo sendo o simbionte e aproveitando cada momento”, primeiro declarou o ator.

Venom | Filme é recebido com reações mistas dos críticos

Tom Hardy reiterou que as cenas cortadas apenas fariam parte de uma versão diferente, que não combinariam com a trama que foi montada. O ator ainda fez questão de dizer que quer estar em uma continuação.

“Eu e outros produtores executivos sabemos que isso não tem nada a ver com a história, mas se eu gostaria de assistir um corte de sete horas de Venom? Sim, mas isso sou eu como um ator. Mas, a verdade é que tudo que quisemos contar está no filme, que é ótimo, eu estou animado e quero gravar uma sequência”, explicou a estrela do filme.

Desenvolvido pela Sony, Venom pretende abordar um lado anti-herói do vilão, e não deve contar com a presença do Homem-Aranha. A ideia do estúdio é estabelecer seu próprio universo compartilhado com personagens do Cabeça de Teia, colocando responsabilidade nos ombros do diretor Ruben Fleischer (Zumbilândia).

Tom Hardy, Michelle Williams, Riz Ahmed, Michelle Lee e Woody Harrelson compõem o elenco principal.

Venom estreia nos cinemas brasileiros em 4 de outubro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio