Com o ressurgimento das acusações de pedofilia contra o diretor Woody Allen, A Rainy Day in New York, sua nova obra, acabou sendo cancelada pela Amazon, uma escolha equivocada na visão de Jude Law.

Parte do elenco do drama, Law defendeu o lançamento do filme em entrevista ao New York Times.

“É uma pena terrível”, comentou. “Eu adoraria ter assistido. As pessoas trabalharam muito duro e investiram muito, obviamente com ele mesmo incluído.”


A Rainy Day in New York | Novo filme de Woody Allen pode nunca mais ser lançado

Já sobre a possibilidade de trabalhar com Allen novamente, Law foi mais reservado na resposta.

“Eu realmente não queria me envolver, para ser honesto. Sinto que não estou no lugar de comentar, e é uma situação muito delicada”, disse. “Já foi dito o suficiente. É um assunto privado. Eu teria que considerar com muito cuidado.”

A Rainy Day in New York fazia parte do acordo de Allen com a Amazon, mas o serviço de streaming agora arquivou o projeto, afirmando que o filme nunca tinha recebido uma data de estreia. O projeto custou US$ 25 milhões.

Tudo isso vem como resposta à pressão pública negativa do diretor, que tem sido alvo das críticas do #MeToo, e também de seu filho Ronan Farrow, que ainda o acusam de pedofilia.

Pela primeira vez em anos, Woody Allen vai dar uma pausa em sua carreira

A Rainy Day in New York seria lançado em 2018, e traz Jude Law, Elle Fanning, Timothée Chalamet, Selena Gomez e Griffin Newman no elenco.