Prêmio Netflix Ópera Prima | Confira a lista dos filmes indicados à premiação

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Netflix revelou quais são os indicados ao primeiro Prêmio Netflix Ópera Prima, reconhecimento concedido a um diretor de uma ópera prima que faça parte dos filmes de ficção e documentários indicados ao Prêmio Fénix, que visa promover as novas vozes do cinema ibero-americano.

Os oito diretores indicados vêm de diferentes países, começando pelo Brasil (Tiago Melo e Juliana Antunes), Paraguai (Marcelo Martinessi) e Espanha (Gustavo Salmerón), passando pela Argentina (Agustina Comedi e Lola Arias) e terminando em Cuba (Rodrigo e Sebastián Barriuso).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Netflix considera criar estúdio para produção de animações originais

Os filmes indicados, com suas respectivas sinopses podem ser conferidos abaixo:

Azougue Nazaré – dir. Tiago Melo, Brasil, 2018

Em um extenso campo de cana-de-açúcar que parece não ter fim, o vento forma ondas com como se fosse o mar. Um pai de Santo pratica um ritual religioso com cinco caboclos de lança. Os caboclos ganham poderes, incorporam entidades e desaparecem.

A cidade da Nazaré da Mata é cenário de eventos misteriosos. Fenômenos sobrenaturais surpreendem a cidade, deixando a população maravilhada. Em uma casa isolada no meio do canavial, vivem Catita e a irmã Darlene. Catita participa das cerimônias de maracatu, mas esconde da esposa. Darlene é uma fiel seguidora da igreja do Pastor Barachinha, ex-professora do Maracatu convertida à religião evangélica, que agora tem a missão de expulsar o demônio do maracatu, evangelizando toda a cidade. Irmã Darlene descobre que Catita está envolvida com o Maracatu e o obriga a seguir os passos do Pastor Barachinha e se converter ao evangelismo.

Baronesa – dir.ª Juliana Antunes, Brasil, 2017

Andreia quer se mudar. Leid está esperando por seu marido, que está na prisão. Ambos são vizinhos de um bairro pobre da periferia de Belo Horizonte, tentando fugir dos perigos cotidianos da guerra às drogas que acontece do lado de fora e evitar a tragédia que vem com a chuva.

As Herdeiras – dir. Marcelo Martinessi, Paraguai, Alemanha, Brasil, Uruguai, Noruega, França, 2017

Chela e Chiquita, de famílias abastadas de Assunção, no Paraguai, passaram juntos mais de 30 anos. Mas, recentemente, sua situação financeira piorou e eles começaram a vender sua herança. Porém, quando as dívidas de Chiquita a levam para a cadeia por acusações de fraude, Chela é forçada a enfrentar uma nova realidade. Dirigindo pela primeira vez depois de muitos anos, ela começa a fornecer um serviço de táxi local para um grupo de mulheres idosas ricas. Enquanto se adapta ao seu novo estilo de vida, Chela conhece Angy, uma jovem mulher com quem ela cria uma conexão nova e revigorante. Chela finalmente começa a sair de sua concha e se envolver com o mundo, empreendendo sua própria revolução pessoal e íntima.

Muitos filhos, um macaco e um castelo – dir. Gustavo Salmerón, Espanha, 2017

Muitos Filhos, um Macaco e um Castelo são os sonhos que Julita sonhou quando criança, e todos os três se tornaram realidade. Quando o mais novo de seus filhos descobre que sua mãe perdeu a vértebra de sua bisavó assassinada, mantida por três gerações, a família empreende uma busca bizarra entre os objetos mais estranhos e peculiares que Julita acumulou ao longo dos seus mais de oitenta anos, mostrando-nos uma galeria de personagens ágil e graciosa. O que Julita está prestes a encontrar é o verdadeiro significado da vida.

El silencio es un cuerpo que cae – dir.ª Agustina Comedi, Argentina, 2017

Jaime filmou tudo, inclusive sua própria morte. Sua filha herdou centenas de horas de vídeos caseiros e algumas incertezas. Porque, como muitas pessoas de sua geração, Jaime vivia escondido. Ele, talvez, duplamente. As imagens que Jaime filmou dão origem a questões sobre desejo, sexualidade, liberdade e família. El silencio es un cuerpo que cae é a jornada para um passado íntimo, filial e também político.

Teatro de guerra – dir.ª Lola Arias. Argentina, Espanha, Alemanha, 2018.

Teatro de Guerra é um ensaio sobre como representar a guerra, interpretado por velhos inimigos. Veteranos da Guerra das Malvinas / Falklands argentinos e ingleses se reúnem para discutir, ensaiar e reviver suas memórias 35 anos após o conflito.

Un traductor – Dirs. Rodrigo e Sebastián Barriuso, Cuba, Canadá 2018

Como resultado do acidente nuclear de Chernobyl, Malin, professor de literatura russa na Universidade de Havana, é separado de sua família e de seu trabalho para ser transferido como tradutor para médicos cubanos e crianças que estão começando a chegar da União Soviética para receber tratamento de exposição à radiação. Arrancado do abstrato mundo acadêmico dentro do mundo implacável da medicina, Malin precisa encontrar uma solução para evitar sua crescente depressão.

O vencedor do Prêmio Netflix Ópera Prima será selecionado por um comitê de votação composto por diretores, roteiristas e produtores indicados em edições anteriores dos Prêmios Fénix e Netflix, que avaliarão a originalidade, o trabalho, a visão e a proposta da produção.

O vencedor do Prêmio Netflix Ópera Prima será anunciado em 5 de novembro de 2018.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio