Roma, novo filme do premiado diretor Alfonso Cuarón (Gravidade, Filhos da Esperança), foi o escolhido para representar o México na competição do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, mas ao que parece, isso não foi o suficiente para sensibilizar as redes de cinema do país.

O filme da Netflix está sendo exibido em apenas 40 salas mexicanas. O fato gerou descontentamento do diretor, que usou as redes sociais para reclamar das empresas.

“Eu gostaria que os cinemas tivessem mais engajamento no México. Nós temos as salas que conseguimos, o que é apenas 40. Para colocar em perspectiva, a Polônia contará com 57 e Coreia do Sul com 50. Roma está disponível para todos os cinemas que quiserem exibir o filme”, escreveu o diretor.


A Cinépolis mexicana, que é a maior rede local, respondeu em entrevista à Variety que só exibe filmes que cheguem à plataformas de streaming três meses depois do lançamento nos cinemas. Roma estará já em dezembro na Netflix. A empresa informou que passa a exibir o filme se a data de estreia na internet for movida para fevereiro de 2019 no México.

Roma | Exigências da Netflix estão impedindo redes de cinema de exibir o filme de Alfonso Cuarón

Ambientada no México, Roma gira em torno de uma jovem trabalhadora doméstica, Cleo (Yalitza Aparicio), que trabalha para uma família de classe média. Cercada pelos seus colegas de trabalho, família e filhos, Cleo luta para encontrar a felicidade em um ambiente de amor e solidariedade dentro de sua comunidade, tudo enquanto enfrenta os problemas da hierarquia social e os preconceitos sofridos pela sua classe.

Roma é o primeiro longa de Alfonso Cuarón desde que ganhou o Oscar de Melhor Diretor por Gravidade. O mexicano também assina o roteiro e a direção de fotografia.

Roma estreia na Netflix em 14 de dezembro de 2018.