A comédia da Sony Pictures que reinventa as clássicas histórias de Sherlock Holmes com Will FerrellJohn C. Reilly, Holmes & Watson, está se saindo incrivelmente mal com a crítica especializada. O filme estreou com o incrível nível de aprovação de 0% no Rotten Tomatoes. Confira algumas das críticas abaixo.

Holmes & Watson | Comédia sobre Sherlock Holmes alcança inacreditável 0% de aprovação no Rotten Tomatoes

“Inúmeros talentosos atores britânicos foram desperdiçados em papéis coadjuvantes nesse verdadeiro peru de Natal, que obviamente não foi mostrado com antecedência para os críticos. O filme não aproveita os cenários da Inglaterra, e poderia muito bem ter sido filmado completamente dentro de estúdio. A comédia não consegue nem ser mais engraçada do que as versões mais recentes com Benedict Cumberbatch e Robert Downey Jr. Chega a ser devastadora a falta de graça”, afirma Frank Scheck, do The Hollywood Reporter.


“Cohen só joga uma bagunça de piadas meio-engraçadas na esperança que alguma delas faça o público rir. Nenhuma delas consegue. O único mistério interessante em Holmes & Watson é como eles conseguiram convencer tantos ótimos atores a participar de um filme tão sem graça”, escreve David Ehrlich, do IndieWire.

“Esse é o pior filme já feito sobre o detetive de Baker Street. As performances de Will Ferrell e John C. Reilly foram dolorosamente constrangedoras. Esse filme é um erro em todos os níveis. É barato e brega”, afirma Ignatiy Vishnevetsky, do site AV Club.

“Holmes & Watson desperdiça um elenco talentoso com piadas velhas, situações cômicas de mau gosto e um tipo de humor surpreendentemente antiquado. O filme deveria ter sido lançado há muitos anos atrás, ou nunca. Não é justo que ele seja jogado nos cinemas após o vencimento de sua data de validade”, escreve Sandy Schaefer, do Screen Rant.

“A química entre Ferrell e Reilly impactou positivamente o resultado medíocre da comédia. Ainda é possível ser encontrada alegria na relação entre os atores. A personagem de Lauren Lapkus consegue fazer rir em alguns momentos. O filme pecou por não utilizar mais Ralph Fiennes. Ele poderia muito bem ter sido cortado do filme. Nesse contexto, não é um filme muito inteligente”, ressaltou Ben Kenigsberg, do jornal The New York Times.

“Ferrell utiliza o seu visual familiar de expressões neutras e inocentes. Seu tempo cômico é impecável, mas sozinho ele não consegue salvar um filme que foi produzido de maneira tão elementar. O filme irrita admiradores do detetive e deve frustrar fãs do elenco”, escreve Geoffrey Macnab, do The Independent.

“O filme vai decepcionar fãs da dupla cômica. Ele ocasionalmente acerta algo bizarramente inspirador, mas a maioria das piadas não consegue fazer rir. Holmes & Watson é mais um fracasso bem intencionado do que uma verdadeira tragédia. É frustrante saber que todos esses atores poderiam estar produzindo coisas bem melhores”, declara Noel Murray, do jornal Los Angeles Times.

O filme reúne Will Ferrell e John C. Reilly, que já trabalharam juntos na comédia Quase Irmãos (2008). Holmes & Watson tem roteiro e direção de Etan Cohen (Trovão Tropical), e marca a segunda investida do roteirista na direção após O Durão, em que Ferrell contracenou com Kevin Hart.

Ralph Fiennes interpreta Moriarty; Hugh Laurie vive Mycroft; Kelly Macdonald é a Sra. Hudson. Rebecca Hall também está no elenco como a Doutora Grace Hart.

Holmes & Watson estreia em 24 de janeiro de 2019 no Brasil.