O Oscar 2019 tinha tudo para ser um desastre. Desde as péssimas ideias anunciadas pela Academia, que incluíam uma categoria de Filme Popular, cortar números musicais e categorias da cerimônia, até a decisão de não ter um apresentador.

Porém, o resultado foi positivo, com a audiência da cerimônia apresentando a primeira crescida em 5 anos, algo que definitivamente alegrou a produtora Donna Gigliotti.

“Tudo aconteceu com muita precisão. Até eu onde eu posso determinar, eu acho que fizemos todas as coisas que eu esperava. Eu disse isso várias vezes. Foi uma das experiências profissionais mais emocionantes que eu tive em muito tempo. Eu não estou nervosa. Eu me diverti muito”, disse Gigliotti ao The Hollywood Reporter


“Ninguém quer acredito quando eu digo. Mas foi na metade de outubro – eu posso provar isso pelas discussões que tive com Glenn, além de anotações pessoais – que eu falei sobre fazer sem um apresentador. Se você é incumbida de fazer uma cerimômia mais rápida do que no passado, você simplesmente olha para a matemática de como o show funciona; e me ocorreu que um apresentador ocupa muito tempo, e se você quer produzir uma cerimônia que é mais enxuta, uma das coisas a se fazer é tirar o apresentador. Eu sempre acreditei que o show funcionaria sem apresentador”, reforça.

Oscar 2019 | Mexicanos celebram a vitória de Roma e Alfonso Cuarón na premiação

A cerimônia do Oscar 2019 aconteceu no último domingo, premiando Green Book: O Guia em sua categoria principal de Melhor Filme.