Woody Allen processa a Amazon por quebra de contrato e pede 68 milhões de dólares em indenização

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Woody Allen deu início a um processo contra a Amazon Studios, alegando que a plataforma voltou atrás em um contrato que previa múltiplos filmes e séries. O diretor pede 68 milhões de dólares como indenização.

Modelo diz que teve caso com Woody Allen quando tinha 16 anos

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Amazon cancelou o lançamento do novo filme do diretor, A Rainy Day in New York, devido às inúmeras acusações de estupro, assédio, violência sexual e pedofilia envolvendo o cineasta. Uma das acusadoras de Allen é Dylan Farrow, sua própria filha adotiva, que afirma que o diretor matinha uma rotina de abusos sexuais desde a infância da jovem.

De acordo com o processo do diretor, a Amazon não explicou porque não vai lançar o novo filme do cineasta, que já está pronto há mais de seis meses.

Allen originalmente assinou um contrato com a plataforma que previa o lançamento de cinco filmes. Foram lançados Café Society (2016) e Roda Gigante (2017). A Rainy Day In New York era previsto para ser lançado nesse ano, mas foi arquivado indefinitivamente pela Amazon após as acusações de abuso sexual.

A Rainy Day In New York é protagonizado por Selena Gomez e Thimoteé Chalamet.

Representantes da Amazon não comentaram sobre o processo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio