Mais uma pessoa envolvida com o mundo de Harry Potter veio à público criticar as falas da autora, J. K. Rowling. O nome da vez foi Eddie Redmayne, protagonista dos filmes de Animais Fantásticos e Onde Habitam.

O ator contou para a Variety que quis deixar bem claro sua posição, já que trabalhou diretamente tanto com J. K. Rowling quanto com a comunidade trans — e ele discorda da escritora totalmente.

“Mulheres trans são mulheres, homens trans são homens e pessoas não-binárias são válidas. Eu nunca falaria em nome da comunidade, mas eu sei que meus queridos amigos e colegas trans estão cansados de terem suas identidades constantemente questionadas, o que muitas vezes termina em violência e abuso”, Eddie Redmayne pontuou.


Ele também ressaltou que vem se educando sobre o tema ao longo dos anos e que esse é um processo contínuo. “O respeito pelas pessoas trans continua sendo um imperativo cultural”, afirmou. “Eles só querem viver suas vidas pacificamente e está na hora de deixarmos”.

O ator segue um posicionamento similar divulgado por Daniel Radcliffe, que interpretou ninguém menos que o próprio Harry Potter na franquia principal. Ele faz parte do The Trevor Project e mostrou seu apoio à comunidade após os tuítes transfóbicos de J. K. Rowling.

Eddie Redmayne como Lilli Elbe em A Garota Dinamarquesa.

Eddie Redmayne já foi de mulher trans para bruxo

Dois dos principais papeis de Eddie Redmayne no cinema são literalmente o tópico central do debate. Em 2015, ele foi indicado ao Oscar por sua atuação no filme A Garota Dinamarquesa, no qual ele interpreta uma mulher trans que foi uma das primeiras pessoas no mundo a passarem por uma cirurgia de redesignação sexual.

A partir de 2016, Eddie começou a trabalhar na saga mágica Animais Fantásticos e Onde Habitam. Ele já protagonizou dois longas e a previsão é de que siga com a história por mais alguns filmes.

Animais Fantásticos 3 deve chegar aos cinemas em novembro de 2021.