Mais do que você gosta.

Publicidade

Crime sério

Escândalo: Atriz de Doutor Estranho é acusada de estuprar menina de 13 anos

Abusos teriam sido cometidos por integrante do elenco da Marvel e seu marido

Publicado por Alexandre Guglielmelli

03/05/2022 19:00

Antes da estreia de Doutor Estranho 2 nos cinemas do mundo inteiro, uma atriz da saga acabou se envolvendo em um grande escândalo. A integrante do elenco do MCU foi acusada de estuprar uma menina de 13 anos. Junto com o marido, ela pode ser condenada a até 14 anos de prisão.

A polêmica macula o lançamento de um dos filmes mais aguardados da Fase 4 do MCU – afinal de contas, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura tem o potencial de mudar para sempre a trama da Marvel.

O crime em questão teria acontecido entre 2005 e 2008. Na época, a vítima da atriz de Doutor Estranho tinha apenas 13 anos.

Um tabloide britânico revelou tudo que os fãs da Marvel precisam saber sobre o processo movido contra a atriz de Doutor Estranho; veja abaixo.

Quem é a atriz de Doutor Estranho acusada de estuprar uma menina de 13 anos?

A atriz de Doutor Estranho acusada de estuprar uma menina de 13 anos é Zara Phythian.

Em Doutor Estranho, lançado em 2016, a atriz interpretou “Brunette Zealot” (Zelote Morena), uma das seguidoras do vilão Kaecilius.

Doutor Estranho representa o projeto mais conhecido de sua filmografia. Zara também é conhecida por participações pequenas em filmes como O Reino do Dragão, Transit 17 e Cavaleiros Amaldiçoados.

Na verdade, Phythian foi contratada pela Marvel por sua formação em artes marciais. Em 2016, ela entrou para a história como a primeira britânica a figurar no Hall da Fama Internacional de Karatê e Kickboxing.

Tudo sobre os abusos supostamente cometidos pela atriz de Doutor Estranho

De acordo com as informações apuradas pelo Observatório do Cinema, Zara Phythian e o marido Victor Marke foram processados em Nottingham pelo suposto abuso sexual cometido contra uma menina de 13 anos.

Os abusos teriam durado entre 2005 e 2008. O casal nega as acusações.

Em um depoimento à polícia, a vítima revelou que os abusos começaram após Zara e o marido lhe oferecerem bebidas alcoólicas.

“Eu sabia que era errado, mas simplesmente não sabia como sair da situação ou dizer qualquer coisa. Lembro-me de tentar copiar a reação de Zara na época porque a admirava e tentava ser como ela em todos os sentidos”, afirmou a vítima.

Ao todo, o casal foi acusado de mais de 14 crimes relacionados aos supostos abusos cometidos contra a criança. Para piorar, Victor Marke também responde a mais 4 acusações de crimes sexuais cometidos contra outra mulher – que na época, também era menor de idade.

Em um chocante depoimento à polícia, a vítima afirmou também que passou a ser ameaçada por Zara e Victor após terminar a “relação”.

“Não volte, estou queimando as suas coisas”, teria dito Zara Pythian quando a vítima afirmou não querer mais se encontrar com Victor.

A vítima também afirma ter demorado para denunciar os crimes do casal por medo das consequências.

“Eu achava que se falasse alguma coisa a minha família iria me odiar. Na época eu odiava a minha mãe. Me vi presa porque tinha esse segredo e não podia contar. Eles viram a minha vulnerabilidade e investiram nisso”, explicou a vítima, que não teve a identidade revelada.

Zara Pythian não está no elenco de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura. Protagonizado por Benedict Cumberbatch, o longa tem Elizabeth Olsen como a Feiticeira Escarlate e Xochitl Gomez como a nova heroína América Chavez.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura estreia nos cinemas brasileiros em 5 de maio de 2022 (quinta-feira).

Publicidade